Colunistas

Jacidio, who? | Jon Hopkins transforma sentimentos em música com Singularity

Leia mais sobre DGTL, Brazil Music Conference, lançamentos de Gui Boratto e o brasileiro Marcioz
-

Oi, tudo bem com vocês? Essa semana está cheia de bons lançamentos e dicas. Tem festival em São Paulo, festa em Curitiba, preparativos para um dos eventos mais importantes sobre música eletrônica do Brasil e um disco absurdo do Jon Hopkins. Como sempre, é só descer o mouse e curtir.

Jon Hopkins libera Singularity, seu novo disco, e transforma sentimentos e ondas de emoção em música

Jon Hopkins é um dos nomes mais interessantes da música eletrônica desde seu primeiro trabalho solo, Opalescent (2001). O músico que, antes de partir para uma carreira marcada por grandes momentos, foi tecladista do Imogen Heap, aposta durante toda sua trajetória pela e-music em uma expressão sonora ampla e nem sempre convencional.

Com isso em destaque, Hopkins liberou nesta sexta-feira (4) seu 5º disco Singularity e foi, mais uma vez, capaz de expandir a sonoridade eletrônica para muito além do básico. Trabalhando com sequências e construções que extrapolam as convenções - sem ser complexo ou pedante - o inglês colocou sopros de alma em cada uma de suas novas faixas, conseguindo fazer com que o ouvinte se apaixone por cada nova camada das 9 músicas que compõem o projeto.

É algo que, além de todo o cuidado técnico (Hopkins é um nerd do sound design), entrega detalhes que cativam ouvintes dos mais variados segmentos musicais. Um disco perfeito para conduzir corações e mentes por alguns dos caminhos mais bonitos da música eletrônica e ampliar, ainda mais, todas as possibilidades que as criações surgidas da mistura entre módulos, efeitos, programas e tudo mais sejam capazes de percorrer um caminho que o dia a dia às vezes bloqueia. É o belo para as pistas, para os fones, mas acima de tudo para a vida. Um álbum que emociona com suas nuances intrincadas, delicadas e arrebatadoras. Coloque um bom fone de ouvido e não espere nada menos do que boas surpresas. Ouça o álbum abaixo.

Brazil Music Conference - Maior evento sobre música eletrônica do país reúne mentes e corações na 1ª edição em São Paulo

O BRMC é um dos eventos mais importantes para o cenário da música eletrônica brasileira. Talvez não tão conhecido fora do circuito, o evento reúne alguns dos principais nomes do mercado (artistas, promoters, jornalistas, produtores) para discutir ideias, trocar experiências importantes e pensar em como manter o segmento em expansão. Este ano, pela primeira vez, após 9 edições, o BRMC acontece em São Paulo e pra gente não perder o embalo - já que as inscrições continuam abertas - vão aqui algumas dicas do que vai rolar entre os dias 09, 10, 11 e 12 de maio.

De cara, vale ficar atento aos macrotemas que guiam grande parte das discussões do evento. Dividido em Trending Topics, Show Business, Art in Sound, Future forum, Music+Brands e SOMOS Latinoamérica, a lista de possibilidades do evento é bem extensa. São mais de 200 speakers e 100 atividades divididas durante os 4 dias de evento. Vale dar uma conferida no site oficial e ficar ligado.

DGTL chega para sua 2ª edição no Brasil: Anote alguns nomes que você PRECISA VER

Pouco mais de um ano depois o DGTL está de volta ao Brasil com uma edição robusta e cheia de bons nomes. Mantendo sua tradição, como nos diversos outros países que também é realizado, o line-up já está definido e com uma curadoria que necessariamente vai criar os momentos do desespero de pensar:

  • Quem eu posso ficar sem ver?

Bem, pensando em dar uma ajuda, abaixo criei uma lista com alguns nomes que  - caso você ainda não tenha visto - são necessários para compor/ampliar a sua gama de experiência sonora. Neste ano alguns destaques são inegáveis como Honey Dijon, Ben Klock, o b2b entre Rødhåd &; Daniel Avery, Dixon e Len Faki. E claro, temos alguns dos principais nomes brasileiros como Davis, Cashu, Vermelho, Zopelar e vários outros. A dica é: O festival começa às 19h30, então se prepare, chegue cedo, beba água e vá para se divertir, a noite promete ser intensa. Abaixo você tem os horários de cada palco pra se programar.

AREA 1 - Modular

19:30-21:15 | Max Underson

21:15-23:00 | Carrot Green

23:00-00:00 | Red Axes feat. Abrão

00:00-01:30 | Vermelho

01:30-03:30 | Adriatique

03:30-04:30 | Henrik Schwarz [live]

04:30-06:30 | Rødhåd & Daniel Avery

06:30-08:30 | Dixon

AREA 2 - Generator

19:30-21:15 | RHR

21:15-23:00 | Cashu

23:00-00:30 | Zopelar

00:30-02:30 | Len Faki

02:30-04:30 | DVS1

04:30-06:30 | Dax J

06:30-08:30 | Ben Klock

AREA 3 - Frequency

19:30-21:30 | Linda Green

21:30-23:30 | Luiz Pareto

23:30-02:30 | Prins Thomas & Gerd Janson

02:30-04:30 | Honey Dijon

04:30-06:30 | Davis

06:30-08:30 | Job Jobse


Diplo se une a Sia e Labrinth, monta supergrupo - LSD - e lança a inédita “Genius”

Sim, Diplo continua trabalhando como se não houvesse amanhã. E, como de costume, o norte-americano foi além em seu novo projeto, apostando em uma pegada mais experimental, menos EDM, e que não deixa a pegada POP de lado. O resultado dessa mistura que embarca uma das gurus das rádios, Sia, mais o músico do Reino Unido, Labrinth gerou o supergrupo LSD e a faixa “Genius”. Os elementos sonoros são ricos, a cadência não é simples e a faixa já nasce com a pegada de que deve tocar muito durante o verão do hemisfério norte. Abaixo você pode ver o vídeo, ouvir a nova música e tirar suas próprias conclusões do que deve vir no primeiro álbum dessa trinca.

Lançamentos e descobertas da semana

Björk - “Sun in My Mouth” (Marcioz Remix)

Quem costuma ler essas linhas com alguma frequência já sabe que alguns artistas simplesmente arrebatam minha atenção de forma que eu sou incapaz de deixar qualquer coisa que eles façam passar despercebido. E assim é com o curitibano Marcioz. Dono de uma inventividade única e capaz de dar toques especiais tanto nas faixas que cria quanto em seus remixes, o produtor brasileiro é um universo em expansão e este é só mais um de seus trabalhos. Vale cada segundo ouvindo. Dá o play e vai atrás do que ele já fez.

Gui Boratto - “Forgive Me”

Gui Boratto está de volta. Após quatro anos do lançamento de seu último disco, Abaporu, o brasileiro anunciou o lançamento de um novo projeto e liberou mais uma faixa surreal. Pentagram, nome de seu novo disco, chega às plataformas no próximo dia 15 de junho, e o anúncio do lançamento foi acompanhado pelo single “Forgive Me”, faixa que mantém sua sonoridade no melhor patamar. Então, para ter uma prévia do que as 12 faixas desse projeto devem trazer é só apertar o play e ouvir mais uma criação marcante feita por um dos melhores produtores do planeta. Vai sem medo de ser feliz.

Set da semana - L_cio - Joypod

Laércio é um DJ/produtor que não desaponta. Ouvi-lo nas pistas é certeza de momentos únicos que irão permear lembranças musicais das mais diversas. Com isso em destaque ele entrega mais uma construção musical para quem está em busca de bons momentos selecionados de uma forma única com seu Joypod. Uma hora de música selecionada para te acompanhar nos próximos dias, sem moderação. Vai lá que esse brazuca é mais um nome fora da curva.

Vamos dançar onde?

Neste final de semana as opções estão mais espalhadas pelo território. Então, a chance de algo bacana acontecer perto da sua casa é bem grande. Dá aquela olhada na lista e se prepare, porque os pés vão precisar de descanso no domingo.

A gente abre essa agenda maravilhosa com uma festa daquelas já na sexta (4). O coletivo MASTERp la n o, de Belo Horizonte, se une ao ODD, de São Paulo, e realizam uma daquelas festas inesquecíveis. A capital mineira vai receber um line-up que conta simplesmente com nomes como Honey Dijon, PEDROPEDRO, Vermelho, Lagoeiro, Zopelar, Belisa e Davis. Não preciso dizer nada mais, certo? Pista com a Honey é pra dançar e suar como se o mundo fosse uma sauna. Os ingressos ainda estão disponíveis e tudo que você precisa saber está bem aqui.

Já no sábado (5) o negócio esquenta. Em Curitiba rola mais uma edição da Radiola pres. Jardim Elétrico, que tem no line-up Mark Fanciulli (UK), Jamie Trench (UK), os brasileiros Albuquerque aka Borgman, Kaká Franco, Haustuff, Traffic Jam e Honey Dijon (USA), que faz dobradinha. Mas calma lá… Os ingressos ainda estão disponíveis e tudo que você precisa saber sobre esse rolê curtibano está aqui.

Ok, depois de um ano esperando seu retorno, DGTL está de volta. Sem dúvida um dos eventos mais incríveis do ano passado, retorna em um novo local e com aquele line-up de responsa. Honey Dijon é uma das estrelas da noite, junto com Adriatique, Ben Clock, Dax J, Davis, Cashu, Rødhåd & Daniel Avery, Dixon e diversos outros nomes que devem entregar uma das noites mais pesadas e emblemáticas do ano. Tudo que você precisa saber está bem aqui.

Bem, esse vai ser mais um daqueles finais de semana que devem entregar tudo que a gente precisa: Uma boa pista, com várias horas de muita música. Então, aproveite ao máximo, dance, sorria com os amigos, conheça gente nova e nos vemos na semana que vem. 

Conheci o músico pelo The Escapist.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus