Filmes

Jaspion vai ganhar remake brasileiro nos cinemas

Filme tem aval da Toei Company e é produzido pela Sato Company
-
 -

Jaspion vai ganhar um remake brasileiro. Para celebrar os 30 anos da estreia do herói dos “tokusatsu” no Brasil (em 22 de fevereiro de 1988 foi exibido o primeiro episódio de O Fantástico Jaspion no Clube da Criança da TV Manchete), a Sato Company vai produzir um filme que será rodado por aqui e estrelado por atores brasileiros.

A ideia é modernizar o visual do personagem e não economizar nos efeitos visuais. “Estamos bastante empolgados com a produção do longa. Resgatar um dos mais expressivos tokusatsu exibidos no Brasil, tendo a oportunidade de criar uma nova história e dar um update no personagem será um desafio encantador. Para nós, é uma honra ter tido a permissão de realizar esse sonho”, explica Nelson Sato, CEO da Sato Company, empresa responsável por trazer ao Brasil outros conteúdos audiovisuais japoneses como National Kid, Ultraman e Cybercop.

O remake tem o aval da Toei Company, produtora original de Jaspion, conforme explica Yusei Nagamatsu, Senior Manager da empresa: “Este é o melhor momento para lançarmos o filme, são 110 anos de imigração japonesa no Brasil e 30 anos da série.  Nosso parceiro para essa produção é a Sato, que conhece o mercado há mais de três décadas, tendo sido a grande responsável pela introdução do conteúdo japonês no Brasil”.

O elenco será anunciado durante o festival de filmes japoneses, que acontecerá em agosto, dentro das comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. A estreia é prevista para meados de 2019.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus