Filmes

Rodrigo Teixeira, da RT Features, refaz parceria com Martin Scorsese para produzir filmes de diretoras estreantes

Brasileiro foi indicado ao Oscar por Me Chame Pelo Seu Nome
-
Reprodução
 - Reprodução

O brasileiro Rodrigo Teixeira, da produtora RT Features, anunciou uma nova parceria com Martin Scorsese para produzir filmes das diretoras estreantes Danielle Lessovitz e Antoneta Alamat Kusijanovic. Teixeira trabalhou com a produtora de Scorsese, Sikelia Productions, em Ciganos da Ciambra.

Comandado por Danielle Lessovitz, Port Authority é um romance ambientado em Nova York, nos bailes da cultura KiKi [gíria americana]. Já Murina, de Antoneta Alamat Kusijanovic, é uma história de amadurecimento ao longo de um fim de semana no Mar Adriático.

Além disso, a produtora está com o projeto Bergman Island, da diretora Mia Hansen-Love. Com filmagens previstas para julho, o longa conta a história de um casal de diretores que vai a uma celebração de Ingmar Bergman em busca de inspiração para seu novo projeto.

Para fechar, foi anunciado no Festival de Cannes parte do elenco de Wasp Network, novo filme de Olivier Assayas. Pedro Pascal (Narcos) e Egar Ramírez (American Crime Story) estarão no longa inspirado no livro Os Últimos Soldados da Guerra Fria, de Fernando Morais. O projeto está em fase de pré-produção.

Fundada por Rodrigo Teixeira, a RT Features é uma produtora nacional e internacional, que já realizou projetos como Frances Ha, Mistress America, Me Chame Pelo Seu Nome, entre vários outros.

Ele é homossexual, queria ver boas histórias de representatividade, foi e comprou direito de propriedade intelectual da obra literária. O bom dele é que não é muito de ingerência, ele escolhe diretores de talento artístico e deixa que os mesmos toquem o controle criativo. Vale lembrar que ele foi o responsável também pela produção do sucesso de crítica A Bruxa, terror dos melhores da década, segundo dizem, pois ainda não vi.

Falei no sentido de que é bom ver um nome brasileiro envolvido em grandes projetos. Ele apoiou um bom projeto que foi Me Chame pelo seu Nome, e essa iniciativa também é boa, além de ter alguém importante envolvido. Mas realmente nesse sentido de valorizar e representar sua cultura e ajudar seu país nessa área, ele deixa a desejar.

Não tenho essa torcida por ele, na verdade não gosto de produtores, pois são meio que executivos de estúdio, entendem muito pouco de arte. Ele tb pouco se lixa para ajudar a valorizar a arte nacional, o que ele quer é dinheiro, filmes dirigidos e protagonizados por gente estrangeira. Ele adquiriu os direitos de produção do livro de contos do meu conterrâneo aqui de Bangu, Geovani Martins, mas só pq o rapaz é considerado talvez o maior nome da literatura recente nacional e já teve o livro traduzido para 9 idiomas.

Eu sei

Ele é só um produtor, só o homem do dinheiro. O que fazem filmes são os artistas.

Bacana

Rodrigo Teixeira não vai se acalmar enquanto não conquistar um Oscar.

Rodrigo Teixeira não foi indicado ao Oscar, outros 4 produtores do filme sim.

Adorei a ideia. Rodrigo Teixeira tá envolvido cada vez mais em projetos maiores e mais interessantes, Me Chame pelo seu Nome foi excelente. É muito bom ver um projeto como esse sendo realizado, ainda mais por um brasileiro em conjunto com meu diretor favortio atualmente

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus