Música

Produtor Quincy Jones fala sobre os Beatles: "Eles eram os piores músicos do mundo"

Jones fala mal de U2 e Michael Jackson na mesma entrevista
-
 -

Em entrevista a Vulture, o produtor Quincy Jones deu uma série de declarações polêmicas, envolvendo os Beatles, Michael Jackson, U2, e até a filha do presidente dos EUA, Ivanka Trump

Já no começo da entrevista, Jones diz que Michael Jackson, para quem produziu o álbum Thriller, roubou muita gente: "Odeio falar sobre isso publicamente, mas Michael roubou muita coisa. Ele roubou muitas músicas. "State of Independence" e "Billy Jean", as notas não mentem. Ele era o mais Maquiavélico possível." 

Ele continua: "Ele era ganancioso, cara. Ganancioso. "Don't Stop 'Til You Get Enough", Greg Phillinganes escreveu uma seção. Michael tinha que ter lhe dado uma porcentagem". 

Mais tarde, Jones é questionado sobre o que achou quando ouviu os Beatles tocando pela primeira vez: "Achei que eles eram os piores músicos do mundo. Eles não tocavam nada. Paul era o pior baixista que eu já ouvi. E o Ringo? Nem me fale."

Questionado sobre o que acha do U2 o produtor só mexe a cabeça negativamente. Também, durante a entrevista, Jones menciona que chegou a namorar a filha do presidente Donald Trump, Ivanka Trump: "Tommy Hilfiger, que trabalhava com a minha filha Kidada, me falou que Ivanka queria jantar comigo. Eu disse "sem problemas, ela é boa". Ela tinha as pernas mais bonitas que eu já vi na vida. Mas o pai é errado". 

Leia mais sobre Quincy Jones

Verdade ou opinião? Há muitos argumentos prós e contras interessantes aqui, mas há algumas pessoas que por completa ignorância sobre o objeto de discussão ou simpesmente por "ouvir dizer" sai falando muita bobagem. E o cinismo e superficialidade de alguns realmente aborrece quem curte uma banda ou um artista, isso é natural.

que tendencioso em omelete. o Quincy Jones nao falou mal do U2, o reporter perguntou se ATUALMENTE eles fazem musicas boas e ele acenou negativamente, e ressaltou que, a banda sofre muita pressao. e que o Bono é um irmao pra ele

beatles eram muito medianos.

Quincy Jones antes de ser produtor era músico de jazz, para um jazzista um músico tem que ser erudito. Em relação ao Michael Jackson, apesar das qualidades dele, só a história dos direitos das música dos Beatles já mostra o quanto ele foi ganancioso.

Concordo em parte, eles eram músicos ''ruins'' mas as músicas eram ótimas, sobre o U2 eu destaco como grande músico ali só o Edge, os outros são medianos e nada além disso, curto as duas bandas mesmo não sendo um ''Rush'' ou um ''Dream Theater'', música é música.

Ele conheceu tudo nos bastidores. É uma opinião que não se pode desmerecer.

É só falar uma verdade incômoda do seu ídolo intocável e irreparável que a galera surta.

Esse daí tem moral na quebrada, comeu até a filha do presidente.

A atitude do produtor não é correta. Ele cuspe no prato que comeu. Se ele vive disso, deveria saber (e duvido que não saiba) que muita coisa acontece entre 4 paredes de um estúdio, e que muitas "anormalidades" surgem quando olhamos algo perto demais. Mas, uma coisa é a sua atitude de falar, outra o conteúdo da sua fala. De fato, ninguém é perfeito, muitos artistas famosos que conhecemos são, em parte, fabricados. Quer dizer, muitos não são grandes músicos individualmente, mas no conjunto complementam as falhas uns dos outros. Muitos também são mal caráter, apesar de os vermos sempre sorrindo nas fotos, clips e shows. Outros, no entanto, são ingênuos, podem até copiar sem querer (afinal, somos resultado de todas as nossas experiências) - mas se acontecer, deve-se reconhecer a influência quando for notada, mesmo que tardiamente. Falar de pessoas que não estão mais aqui para se defender é sempre rasteiro, mancha a reputação de um finado, mas as pessoas adoram uma fofoca, fazer o quê?! E em época de polarização, como a que vivemos atualmente, falar mal de algo que uma grande maioria adora é certeza de visualizações. Uma pena. Inté.

Quincy Jones,um dos maiores produtores da história da música.Hoje um dos maiores velhos gagás da história da música.Musicalmente,falando errou em tudo que disse.

É vero... pero non correcto.. Vai ouvir as originais e compara.. Com exceção de STAND BY ME(que é inesquecível a original).. Todas perdem das Beatles.. Tanto que muitas são conhecidas apenas na versão Beatles.. Curiosamente pesquisei isso mês passado..

Eu tenho os dois albuns.. Bad foi bem inferior a Thriller.. Esse sim fantástico.. The Joshua foi bemmmmm superior a Bad...

Eram músicos virtuosos? ele falou alguma besteria? Tem música dos beatles que até uma crianã de 3 anos que está aprendendo a pegar no violão sabe tocar. Em termo de composições eu até posso negociar, mas em relação a qualidade como músico, o velho Jones está coberto de razão. O cara já trabalhou com uma galera da pesada, os irmãos Porcaro já gravaram em vários sets com ele. O cara sabe do que está falando

Nenhuma banda/artista contribuiu tanto pra música pop como os Beatles. Sobre o Michael Jackson, são acusações fortes, mas o cara era realmente o rei do pop. Já U2 é ruim pra caramba mesmo, aí concordo com o Dude!

Que cara babaca, diz que com com a idade vem a maturidade, nem para todos

Concordo plenamente

Aí é que tá. Confundir brilhantismo com virtuosismo; um tem a ver com ideia e conceito, outro com execução. A frase sobre bomba atômica é interessante, não fosse também falaciosa. Beatles, ainda que flertasse com o avant-garde e o erudito, era essencialmente uma banda de pop rock. Precisaram de alguém mais técnico para um trecho ou outro de algumas músicas? Não há vergonha nenhuma nisso. Assim como Frank Zappa, para muitos um dos maiores músicos do rock, precisava de Steve Vai pra dar forma à algumas de suas composições. O quarteto de Liverpool sempre foi laureado pela excelência nas composições e na dose necessária de experimentalismo para renovação do gênero. Alguém poderia ter feito toda essa revolução não fosse eles? Não sei. E na verdade não importa! Divagar sobre isso é como discutir sobre o sexo dos anjos. Alguém poderia ter inventado o avião primeiro que os irmãos Wright (ou Santos Dumont, como defendem alguns)? Sim, mas não importa, foram eles! Foram os Beatles que definiram toda uma tendência do rock tanto no mainstream como no rock alternativo. Foram os Beatles, na figura de George Martin (chamado propriamente de quinto beatle), que imprimiram a excelência na gravação de estúdio no rock. Foram eles. Não eram virtuosos. Que importa? Sempre prefiro a versão do compositor que uma versão até melhor tecnicamente de outro artista. Dou mais valor ao esforço criativo conceitual que ao técnico. Questão pessoal. Ainda sobre isso, um Erik Satie é tão importante e relevante como um Rachimaninoff na música instrumental erudita. Apenas conceitos diferentes sobre música. Você pode gostar mais de que de outro. Não há problema. Mesmo assim não há o que reclamar de técnica em álbuns como o White Album e Abbey Road. São impecavelmente tocados, mostrando a evolução do quarteto neste sentido. Só reitero que não foi por isso que foram imortalizados e sim pelas composições. Enquanto alguém não provar casos de plágios como o dos Led Zeppelin (estes inegavelmente melhores tecnicamente), continuarei a achar que sim os garotos de Liverpool foram os músicos mais relevantes na história do rock e música popular como um todo. PS.: Sei do caso de G. Harrison, mas não vem ao caso já que foi da carreira solo e justificável pra mim. PS 2.: Desculpe te confundir com algum garoto só iniciando agora ao mundo da música. Foi o que me pareceu pelo post. Como alguém com 42 verões na costa, é o que mais vejo na internet.

Imagine se fossem bons!😊

Olha, fui dar umas pesquisadas sobre Billie Jean e pior que parece ter rolado um plagio mesmo =S

Então você levantou um ponto importante e está certíssimo. Mas o Omelete faz questão de destacar esta declaração dele de maneira sensacionalista no título do artigo para gerar essa polêmica toda e dar corda para obtusos polemistas reduzirem um grupo como os Beatles a "boy band".

Devemos separar fanatismo de técnica. Se misturar, dar confusão. Valeu mais uma vez pelos comentários.

Valeu pela elucidação. Bem pontual.

Com certeza. A molecada não tem a noção do que era o U2 nos anos 80. Pareciam de outro planeta.

Em 1958 mal eram Beatles neste ano ainda dominado pelo já descendente rock americano dos anos 50 e anterior à tal "Invasão Britânica". Estou falando dos anos 60, a partir de 1962 especificamente , quando estouraram e com eles vários outros grupos do período. O fato de haver dezenas de excelentes bandas britânicas (cara, Kinks, Yardbirds!!) ao mesmo tempo só prova que realmente são algo mais do que medianos. E o fato de haver defesas tão ferrenhas ainda nos dias de hoje só sustenta que são realmente diferenciados e atemporais. Isso não é negativo, pelo contrário. Mas é só minha opinião, não sou crítico musical e nem guitarrista virtuoso...rs. Não acho também que os Beatles sejam deuses onipotentes, vários grupos que você citou são excelentes também. Mas reconheço que são, sim, revolucionários e não consigo ouvir "A Day in the Life" e não manter essa convicção. O fato de caras meio ignorantes provenientes de uma cidade portuária decadente, que ganharam musculatura musical tocando na suja Hamburgo, conseguirem produzir o que produziram, mesmo com a ajuda musical de George Martin, só aumento o mérito deles. Para mim isso é motivação suficiente para sair defendendo. E o cinismo extremo e falta de conhecimento de algumas pessoas que chamam um grupo que tem essa história e produz essas e outras músicas de "Boy Band", como uma mocinha o fez nesta discussão, gera sim reações às vezes emocionais sobre comentários alheios.

Sim, Geoge Martim, o 5º Beatle, tem dedo dele nessa parada.

Boa.

Quando eu crescer eu quero ser um mediano e compor algo como Yesterday. Ou Something. Ou Here, There And Everywhere. Ou A Day In The Life. Ou Golden Slumbers. Ou Tomorrow Never Knows. Ou Norweggian Wood. Ou In My Life. Ou Dear Prudence. Ou Strawberry Fields Forever. Ou Fool On The Hill. Ou Here Comes The Sun. Ou You Never Give Me Your Money. Ou She's Leaving Home. Ou, ou, ou.

Fiquei com vontade de xingar. Mas passou. LOL Até pq sabemos que os Beatles, no mínimo, cantavam muito bem e deixaram composições belas e importantes. No mínimo. A propósito, quantas bandas no começo dos anos 60 compunham seu próprio material?

Acabou o Gardenal desse velho gagá...e da filha do Obama... não vai falar nada ?

Tinham? Em 58? Acho que meu argumento não ficou claro: Eles estão neste pedestal de "maior banda de rock" pois foram os primeiros a chegar a este posto, seja por esforço da EMI ou seja pela novidade, mas caso não tivessem feito sucesso, poucos anos depois, outra banda teria conseguido chegar a este posto pois outras pessoas começaram grupos, mas provavelmente não foi por causa deles. Veja que a maioria das bandas que citei chegaram ao estrelato posteriormente ao surgimento dos Beatles em 63. Enfim, o que quis dizer é que eles deram sorte e tiveram um headstart de um ano e pouco, mas fez toda a diferença. E de boa, povo se doí demais por causa de comentário alheio. E dai que os caras eram uns músicos medianos? Só aumenta ainda mais o mérito deles de ter tido sucesso. Mudando de assunto, toda essa revolta online com os comentários do Quincy Jones é mesmo surpreendente. Porque vou te falar, gosto e ouço Beatlhes desde... 1985 (caraca, to veio o_O), e por um bom tempo parece que o mundo tinha esquecido eles (e toda a patota dos anos 60 e 70). Não esperava ver defesas tão ferrenhas dos Fab Four ainda hoje.

Concordo, esse é o ponto: todos estariam certos, sejam admiradores de Mozart, Chet Baker ( que talvez apreciasse os Beatles, assim como Ray Charles apreciava) ou Beatles ( assim como Paul McCartney aprecia muitas coisas boas de hoje em dia). Você pode ter razão: já assumi que o Mozart não gostaria de jazz, mas quem sabe...rs

Como assim Ramones abriu as portas para o punk??????? MC5 fez isso e o Televison....Ramones era e sempre foi o q de pior o punk teve

Então tinham concorrência...

Não tinham concorrência? E tudo que surgiu nos anos 60...

Perfeita análise. quando os Beatles surgiram praticamente não havia referência de bandas de rock (talvez Bill Haley & His Comets, Buddy & The Crickets, The Ventures, etc) e mesmo assim, os Beatles transpormaram a industria musical com seu 1º álbum ao compor 8 das 14 músicas logo na estréia. Como vc bem disse: os Beatles praticamente definiram a formação básica de uma banda pop Rock. Chamar de Boy Band é desconhecer o contexto do rock ao longo dos anos

Discordo da sua afirmação de que os Beatles não tem um álbum bom de cabo a rabo. Inclusive, se vc analisar a crítica especializada (basta dar uma googlada "melhores albuns de todos os tempos") e verá que entre a compilação de eleição de melhores álbuns de todos ps tempos entre centenas de publicações, os Beatles têm 3 (!!!) no top 10 (Revolver, Sgt Pepper e Rubber Soul). Portanto, meu caro, a sua opinião é só a sua opinião. Em tempo, não sou beatlemaníaco também, mas curto bastante a banda de Liverpool e em termos de acervo musical não consigo enxergar ninguém igual a eles pelo que fizeram em pouco mais de 6 anos de estrada

Mas é claro que é feito. Mas a gente pode embasar a opinião. Divergir por divergir é birrinha. "Ah, eu acho que é uma boy band porque fazia sucesso entre as mulheres e as primeiras composições eram mais simples". Tô na paz e não quero te empurrar nada. Só quero te dizer que o critério que usas para avaliar a banda como tal, além de reducionista, é equivocado: Você pega um conceito posterior (anos 80/90) para avaliar algo feito muito antes quando sequer havia esse conceito? Percebe o equívoco? Percebo que vivemos numa era onde as pessoas se orgulham de "não conhecer" mesmo tendo tudo a disposição. Cita uma música isoladamente, não se dá ao trabalho de ouvir um disco sequer inteiro (vi que te pedia demais para ouvir a discografia completa), não considera o contexto da época, nunca pelo visto leu um livro sobre os Beatles ou o período, nada. Acha porque acha. Mas quer opinar. O faça: Mas vais ser alertada de que opina sem base. É como eu querer tecer considerações sobre o processo do refinamento do petróleo sem ler nada ou sem estudar o assunto. Não tem nada de radical: Quer opinar livremente, o faça. E vai ouvir os apontamento que eu ou qualquer um democraticamente fizermos. Simplesmente tu te senta em cima de uma opinião baseada unicamente numa comparação deslocada no tempo tendo como base como eu disse antes, num conceito cunhado posteriormente.

Fato: na década de 60 mesmo e nas seguintes, surgiram centenas de músicos mais talentosos. Fato: Virtuosismo puro e simples não é garantia de boa música. Não tenho certeza que é um fato, mas em 30 anos convivendo com músicos e apreciadores de rock, pop e música popular em geral, a vaidade é muito presente no meio e a gente se sente parte de quem aprecia (como um clube de futebol). E nessas unanimidades, vejo muitos que muitas vezes por birra e para se sentirem exclusivos dão de ombros ou minimizam gigantes como os Beatles ou Led. É o que chamo de síndrome de Alvy Singer, personagem de Woody Allen em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, quando este afirma: "Eu não faria parte de um clube do qual eu fosse sócio". A gente gosta de sentir exclusivo, de fazer parte de um grupo seleto, de ser singular. Nada mais humano. Como ser fã de um Yngwie Malsmteen. Um virtuose. Seus fãs não enchem uma Kombi se pegarmos em perspectivas gigantes. E exatamente aí reside o barato de gostar dele e o considerar melhor que meio mundo e desdenhar de outros em comparações: Se sentir exclusivo!

Uma pergunta: Você também considera estilo boy band as outras bandas e artistas da época (entre 1960 e 1965) que faziam musicas estilo She Loves You? Tipo Beach Boys, Rolling Stones, The Kinks, The Byrds, The Monkees, etc.

bem isso cara. Só a dupla Lennon/McCartney nas letras são os maiores e serviram de espelho pra muitos adiante

Como o Ed Motta (com a autoridade de ter uma coleção de 30.000 vinis e que de quem conhece muita, mas muuuuita música) respondeu no face dele: "Música que mudou o mundo, divisores de águas.Macca é gênio com força, compositor raro. Quem sabe faz, que não sabe ensina, e quem nem isso consegue, critica, ou vira produtor de gente de talento".

sem contar q os Beatles em 9/10 anos de atividades fizeram mais de 10 hits sem contar as melódicas demais. Muito além do tempo deles. All You Need is Love, Revolution, Let it Be, While My Guitar, The long and winding... e por aí vai. Falar q George Harrison, Ringo (q inspirou todos os bateras 70/80), Paul (q n era baixista) eram horríveis é piada pronta. Será q esse Quincy Jones fez melhor q eles em toda a sua vida?

mas um... é aquele trem; deixem os Beatles e Pelé lá no topo sossegados os caras foram os melhores em todos os quesitos. Não tem discussão se é por gosto particular ou não. A prova é q ambos pararam de produzir e ainda são falados. Quem ouve os Beatles pela primeira vez tb acha uma bandinha anos 60 chiclete qualquer. Mas depois percebe q os caras foram genios. Os Fab Four. Mas sempre tem um querendo aparecer

O mundo é feito de opiniões divergentes. Você quer empurrar a sua. Não critiquei o seu posicionamento. Agora quer porque quer me convencer que “she loves you yeah yeah yeah” dentre outras não é estilo boyband é demais. Não estou aqui para ficar discutindo com radicais de nada. Falei o que penso sem ofender ninguém. Até logo e bom feriado. Fique na paz.

"Concordo com tudo o que você disse. Com o tempo você entende que, se você não gosta de uma banda, é porque provavelmente não dedicou tempo pra entender ela. Isso não justifica que todas as bandas são boas de fato, tem bandas ruins também, mas pra saber se é ruim ou não, tem que dedicar um tempo pra estuda-la, isso é lição de casa pra quem gosta de música, e não pra quem só escuta (a música). Se não fizer isso, então seu 'gosto musical e/ou opinião' passa apenas pelo campo das 'comparações'. O cara que coloca boyband e Beatles na mesma frase (como você disse), só escuta música, e não alimenta o interesse de correr atrás de informação e gerar uma opinião mais elaborada, infelizmente. Eu nem perco meu tempo com alguns comentários, apesar de achar que tem umas crianças que tem que ler/ouvir como as coisas funcionam antes de sair por ai soltando suas 'valiosas' opiniões".

<<< Procure sobre a Invasão Britânica.>>> Meu querido, 36 verões de classic rock nas costas aqui. =] Dito isto, conhecendo bem a cena (e conheço, acredite), acho exagero dizer que eles definiram o futuro. Eu afirmaria que eles foram um fenômeno comercial de sua época por causa da posição privilegiada no momento histórico que tiveram, mas se eles não tivessem existido, provável que outro grupo teria a posição que eles ocupam. Bandas boas contemporâneas não faltam: Rolling Stones, The Who, Jefferson Airplane, Animals, Procol Harum, e a lista continua... Por favor, de forma alguma espero denegrir a imagem dos Beatles ou desvalidar o seu mérito enquanto banda, muito menos negar suas contribuições para com o Rock e a música, até porque sou um admirador do trabalho deles desde que me entendo por gente. Porém, devo admitir que, de longa data, percebo que de fato eram músicos limitados. E antes que mais alguém diga que quantia de notas não mede qualidade, eu concordo, não define realmente, mas como dizem, virtuose musical é que nem bomba nuclear: melhor ter e não precisar usar do que precisar e não ter. Era o caso deles. Tanto era que o a música com melhor solo de guitarra da discografia deles é "While my Guitar Gently Weeps", numa colaboração do Eric Clapton com eles no disco White Album de 68. =]

"O Abbey Road é bom de cabo a rabo. No final, a opinião do velhote do Quincy Jones pouco me importa. São as opiniões dos 'entendidos' que aparecem por ai que faz meus dedos coçarem."

A propósito,além de esquecer ele errava e muito também.

"O que você achou dos Beatles quando os vio tocando pela primeira vez?" É isso ao que a resposta dele se refere, ele deixa inplicito se eles melhoraram no futuro ou não, mas sua resposta é direta a essa pergunta. Beatles, apesar da grande influência, não é a melhor banda, e sim, com o tempo eles se desenvolveram bastante, basta comparar o primeiro álbum com Abby Road. E concordo com muitos comentários que dizem que eles foram uma vibe dos anos 60, já que assim como o cara que colocou o rádio na internet, eles lucraram e estouraram por não terem grandes influências mundo à fora.

Metade Boyband? Jesus. Moça, repito, vai lá, escute disco por disco dos Beatles, faixa por faixa sem pular (e sem acionar o schuffle, discos na época eram um todo não dissociável). Leia mais, há fartas e respeitáveis biografias sobre os Beatles e o som produzido nos anos 60, assista a algum dos inúmeros documentários a respeito daquele período, estude mais história geral e da música popular, faça a devida contextualização do surgimento dos Beatles com a época e o momento onde eles estavam inseridos (o termo boyband sequer existia, foi cuunhado entre meados dos anos 80 e início dos 90 para definir o som que o Menudos e o New Kids on The Block faziam). Você poder continuar não gostando de Beatles, o que é uma outra coisa. Mas então poderá opinar com mais embasamento e não apenas no achismo repetindo por aí o que lê na web. a informação, o conhecimento estão disponíveis Mas para isso é preciso desejar tê-los. Ou permaneça assim. Há casos que não tem solução mesmo.

O conceito sequer existia cara. Quando você quer tecer considerações sobre uma época passada, não dá para simplesmente olhar para aquele período em questão com o olhar de hoje. Você deve (ou deveria) retornar sobre os próprios passos e tentar enxergar a gênese da coisa. É como dizer que o futebol dos anos 70 era lento e os jogadores de lá não jogariam hoje, o que é uma tremenda bobagem: Talento é talento. o Talento aliado a preparo físico só tornaria os já talentosos Pelé e Maradona ainda melhores hoje.Por exemplo, esse conceito de "boy band" foi cunhado entre meados dos anos 80 e início dos 90, à época do surgimento dos Porto-Riquenhos Menudos e do New Kids On The Block. Na época em que os Beatles surgiram, o rock estava nascente. O contexto era completamente diferente. Os Beatles praticamente definiram a formação básica de uma banda pop Rock: Bateria-Baixo-Guitarra-Voz. Foram pioneiros no uso do estúdio e das suas possibilidades (ao lado dos Beach Boys). Deram rumos para o que no futuro se chamaria Rock Progressivo e até mesmo o Heavy. Pioneiros na psicodelia. Simplesmente "Beatles" e "Boy band" na mesma frase denota uma descontextualização tosca e ignorância da história da música popular. Não cabe na mesma frase "Beatles" e Boy band". Eu falo o mesmo que falei para outra pessoa por aqui: Escute com atenção disco por disco dos Beatles, faixa por faixa (nada de Shuffle, não se fazia música assim nos anos 60, os discos formavam um conjunto harmonioso e não dissociado), leia bastante e procure entender o contexto histórico e talvez compreendas o que eu quero dizer.

É, eu li sobre isso também. Mais um ponto de veracidade para a declaração do Quincy sobre o Marlon Brando.

O cara chamou o MJ de ladrão!!!😠😠😠

Os álbuns são bons porque foram gravados por músicos de estúdio. É e sempre foi algo muito comum...

O véio resolveu querer aparecer a qualquer custo! Nem os mortos o cara respeita.

A viúva do Pryor confirmou essa parte. Completamente verídica.

Mas os Beatles ERAM uma boy Band nos anos 60. Eles começaram assim e não eram diferentes das boy bands de hoje. Eram extremamente populares e a mulherada jovem idolatravam eles. Eram uma banda pop. Os Beatles que revolucionaram o mundo da música veio depois, de acordo com os anos, com o experimentalismo e com o amadurecimento. É só escutar o primeiro álbum. Não que seja ruim, mas é um álbum completamente pop.

O Leão Lobo vai escrever artigos e Nelson Rubens vai entitular entrevistas com o bordão "Bomba! Bomba!"

A velha frase: gosto não se discute, se lamenta.

Tem biografias sobre eles e o cenário do rock dos anos 60 além de documentários que fartamente atestam isso. Fora a história contemporânea que, tendo a pessoa dois neurônios em funcionamento, pode contextualizar os Beatles na história do ocidente e na história da música popular evitando que a pessoa fale sandices ou caia nesse revisionismo tosco e sem fundamento próprio de quem quer causar polêmica vazia.

"Se eles aparecessem" ... Meu, eles definiram o futuro. Não entendi isso de concorrência. Existe uma dezena de excelentes bandas que surgiram na época. Procure sobre a Invasão Britânica. O diferencial dos Beatles, além de excelentes compositores, era George Martin. Sobre serem músicos medíocres acho que é exagero. Não eram virtuosos, mas o forte deles era o estúdio. Eles evoluíram com o passar do tempo.

Pelo jeito é isso aí.

Isso aí, metade boyband metade band.

Ok. Evoluíram, como eu disse acima. Metade boyband, metade band.

Então, eles evoluíram com o tempo. Uma metade é boyband e outra não. Não concordo do cara falar essas coisas, falta de educação e muita deselegância, é claro. Porém, eu nunca esperei muito deles. Ponto.

Não tem nada de surtando. É a democracia, uns opinam, outros respondem. Tu acha isso. Eu (e alguns milhares de críticos e outros milhões de fãs) já acham Abbey Road ou Rubber Soul irretocáveis, por exemplo. Mas mesmo que um dia alguém dê como verdicto final que não são "bons de cabo a rabo", não muda o fato de os Beatles serem o que são.

Só passando nos comentários pra ver os beatlemaníacos surtando kkkkk E olha que eu curto Beatles pra caramba, mas respeito a opinião do velho; não tem um álbum dos Beatles que é bom de cabo a rabo, apesar deles terem zilhões de singles e hits fodas.

Tem uma pessoa aqui nos comentários que teve a audácia de dizer que os Beatles eram uma "boy band" dos anos 60. Eu acho isso ótimo: As pessoas devem ter a liberdade de emitir suas opiniões. Mesmo as mais estapafúrdias. Mas poderiam ter humildade e aprender um pouco. Ter pelo menos algumas audições de Rubber Soul, Revolver, Sgt. Peppers, White Album e Abbey Road (o catálogo completo dos Beatles está no Spotify). Ler biografias. Ler livros sobre o Rock e a música popular dos anos 60. Assistir documentários sobre o período. Ter ao menos concluído minimamente bem o ensino fundamental cujo conteúdo fala sobre história contemporânea e compreender o contexto histórico onde os Beatles estavam inseridos. A pessoa pode opinar sem ter nada disso ou fazer uma mera provocação. Mas vai pagar vale na web.

Tem uma pessoa ali em cima que teve a audácia de dizer que os Beatles eram uma "boy band" dos anos 60. Eu acho isso ótimo: As pessoas devem ter a liberdade de emitir suas opiniões. Mesmo as mais estapafúrdias. Mas poderiam ter humildade e aprender um pouco. Ter pelo menos algumas audições de Rubber Soul, Revolver, Sgt. Peppers, White Album e Abbey Road (o catálogo completo dos Beatles está no Spotify). Ler biografias. Ler livros sobre o Rock e a música popular dos anos 60. Assistir documentários sobre o período. Ter ao menos concluído minimamente bem o ensino fundamental cujo conteúdo fala sobre história contemporânea e compreender o contexto histórico onde os Beatles estavam inseridos. A pessoa pode opinar sem ter nada disso ou fazer uma mera provocação. Mas vai pagar vale na web.

E daí que ele esquecia notas? Por acaso ele era um emissário divino da guitarra ou um ser humano (muito talentoso no seu instrumento por sinal)? Agora relegar as improvisações que deram origem a Dazed And Confused por exemplo a erros ou esquecimento é típico dessa turma modernete revisionista (não sei se é o teu caso) que quer rebaixar o Led a um mera banda plagiadora. Devem ser os Stravisnki da guitarra (ops, Keith Richards já se referiu assim ao guitarrista clássico "que erra" - vejam só, erra, novidade, achei que não errassem - Jimmy Page).

Fora que o o Quincy Jones nunca esteve junto com os Beatles dentro de um estúdio.

E quem disse que ele não tocava nada?

É.

Cara, sou fã dos caras a mais de 30 anos, mas mano, tenho que concordar. Eles fizeram musicas bacanas, de fato, mas eles são músicos muito limitados em termos de execução. E outra coisa, teoria minha: eles tem o prestígio que tem porque não tinha concorrência na época. Se eles aparecessem uns 10 anos depois, provavelmente seriam uma banda de bem menor impacto.

Ótimo comentário, porém tem coisas que não dá p/ dxa passar batido.... Tenho ctza q mta gnt q comenta besteiras aqui já ouviu alguma música dos Beatles e nem sabe de quem se trata....

Vc fez um ótimo comentário, pena que não faz ideia do que está falando.

Os Beatles até entendo? Jura? Beatles é a maior banda de todos os tempos brother, se não conhece, dá uma procurada, ctza q vai gostar.

No mais, em que pese as prováveis distorcões do que ele disse para que portais de fofoca como omelete publique e chova comentários, todo o direito a todos de expressarem suas opiniões. Mesmo as piores sandices. Os idiotas, estúpidos e ignorantes devem ter toda a liberdade de anunciarem ao mundo o quanto o são. Essa é a beleza da rede: Caem as máscaras. Por isso, abaixo à patrulha!

Só falou mal do Michael porque esta morto!Os Beatles ate entendo(nao sou fan)mas U2 po os caras ate o album zooropa de 1993 foram os the top!

Tipo em Rubber Soul, Revolver, Sgt.Peppers, White Album e Abbey Road? Bah Dinha, todo o catálogo dos Beatles está no Spotify. Vai lá, vai. Vai que ainda dá tempo de limpar os ouvidos antes de sair falando baboseira na web.

Se te dá vontade de ir ao banheiro com os Beatles, imagine ouvindo o maravilhoso funk carioca: viver se torna um martírio!

Toca nada esse Jimmy Page. Bom mesmo é o Chimbinha.

Cara, sinceramente, numa época em que a mídia tradicional afunda dia após dia e até portais antes respeitados como esse acabam apelando miseravelmente, fica até difícil de acreditar que o cara tenha realmente dito o que disse ipsis literis sem nenhum enxerto de quem o entrevistou. E se disse, olha, eu sou muito fã do U2 e me considero Beatlemaníaco. Prefiro mil vezes ver as pessoas se expressando sem medo, conquanto eu discorde frontalmente delas, do que essa patrulha cada vez mais voraz das redes sociais. Que ele sustente o que disse e não venha depois por causa de pressão dos fiscais virtuais dizer que "não foi bem isso que quis dizer."

Falta pouco, muito pouco para vermos no omelete algum artigo começando com "ok, ok, ok" ou "eu aumento, mas não invento". Chegará um tempo em que não saberemos mais diferenciar A tarde é Sua ou TV Fama do Omelete. Parece que as negociações com Sônia Abrão e Nelson Rubens está avançadas!

Falou bobagem ate posso não considerar os Beatles a ultima bolacha (ou biscoito) do pacote(não os colocaria no meu top 10) mas entendo a influência que tiveram e quanto era inventivos e inspirados.

Esse cara pode ser o maior produtor do mundo! Porém o mestre da produção e percepção do que e bom ou ruim, meus ouvidos decidem! Minha mente faz leitura! Com certeza muita coisa que esse coroa produziu, tem muita porcaria que nem da oda ora ouvir! Isso é recalque

Tenham mais compreensão com o idoso, afinal, a dieta dele é preparada pela equipe do Catraca Livre!

No que diz respeito ao U2, vale o registro de que, em 1988, o Grammy de melhor álbum do ano foi para "The Joshua Tree", derrotando "Bad" de Michael Jackson, que foi produzido por Quincy Jones. Nos videos da época, disponíveis no YouTube, é possível ver o descontentamento de Quincy Jones, que - ao que indicam suas atuais declarações - não digeriu a derrota até hoje. Trata-se, portanto, de um pequeno recalque injustificável de Quincy Jones, já que - apesar de "Bad" ser um excelente álbum - "The Joshua Tree" se revelou superior, sendo a obra-prima do U2, ao lado do álbum "Achtung Baby".

Seu ouvido é quadrado, o que causa diarreia mesmo

Meu pai..... Babel nada, mas depósito de burrice mesmo. A influência dos caras...o impacto é ainda incomensurável!!!

Não morro de amores, mas posso garantir por meio de uma pá de biografias, artigos, reportagens, declarações e livros a respeito que os caras foram revolucionários. Ah...Sgt. Peppers foi tudo o que falaram, mas qualquer entendendor sabe que antes eles já eram impactantes. Rubber Soul e, principalmente, Revolver foram petardos que ainda hj influenciam.

Sobre o Marlon Brando ter transado com o Richard Pryor e o James Baldwin eu não duvido nada. O Marlon Brando nunca escondeu que já tinha feito sexo com homens, e muito já se foi falado sobre uma relação dele com James Dean, o próprio Pryor também uma vez revelou numa autobiografia que ele já tinha feito sexo com homens e com uma transexual, e o Baldwin, bem, ele sempre foi gay declarado e tinha uma amizade forte e famosa com o Brando, o Marlon Brando ter feito sexo com eles não é surpresa nenhuma. Além disso, Marlon Brando nos seus anos dourados, come on, nenhum ser humano, homem ou mulher, recusaria sexo com ele!

E todos estariam certos!... e isso não muda nada para quem curte os estilos... Talvez o Mozart fosse apreciar o Cool Jazz (heeh...)

No começo dos Beatles pode ser, mas um disco como Revolver tem um grau de sofisticação bem maior que qualquer boyband

Fato!!!

Esse conhece do riscado e tem autoridade para dizer as coisas. Se ele fosse começar a falar de vocalistas que desafinam(né, Axl?), guitarristas clássicos que erram(Jones: esqueceu as notas novamente, Page?... Page: Não esqueci não... apenas quis "improvisar", Jones... Jones: Sei... tá "serto".), cozinha que não se entende(Sex Pistols), então levaria um ano inteiro de matéria. Era mais que comum no passado(60,70) as bandas contarem com músicos que não dominavam muito bem seus respectivos instrumentos no inicio de carreira, seja por qualidade técnica sofrível ou por estarem chapados(ou ambos).

Li outros textos a respeito do Quincy Jones entrevistado, hoje, e ele também falou sobre Michael vs Prince, favelas, Elvis, rock ("... uma versão de brancos do R&B"); elogiou Kendrick Lamar, Bruno Mars e alguns outros artistas musicais que começaram a chamar a atenção nos últimos anos. A parte sobre os hábitos sexuais do Marlon Brando foi uma que me deixou pensando que Jones pode estar falando sério, soltando o verbo, não ligando pra nada ou quase nada... tal qual muitas pessoas com a mesma faixa etária fizeram, fazem ou farão. Tá aberto pro mundo faz tempo - e basta checar na internet -, por exemplo, que Brando teve diversos casos com homens; até foto dele com a "boca no trombone" é fácil de achar. Mas há uma chance do Quincy ter jogado essa do Brando e outras falas pra tornar verdade todos os comentários que fez; pode ter intenções de polemizar, de ganhar algo em troca fazendo parecer que é puro exercício de sinceridade. A indústria do entretenimento é cheia de máscaras. Nunca dá pra botar a mão no fogo.

Melhor comentário até agora . Sr.Jones já pode se aposentar .

Se falar da primeira metade da discografia (que tem muita coisa boa) e da ideia de rapazes gerando histeria entre meninas (uma nova indústria nascendo?), te dou razão.

Que resposta sensacional!

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus