Música

Rincon Sapiência propõe nova narrativa sobre a escravidão em clipe de "Crime Bárbaro"

Vídeo foi lançado no dia da Abolição da Escravatura, em 13 de maio
-

No último dia 13, aniversário da Abolição da Escravatura, o rapper Rincon Sapiência lançou o clipe "Crime Bárbaro", faixa de abertura de seu álbum de estreia Galanga Livre

Protagonizado pelo próprio artista, o clipe retrata a fuga do escravo Galanga, personagem fictício criado por ele, que se vê diante da sua liberdade após matar um senhor de engenho. Confira:

A data de lançamento foi escolhida propositalmente, na intenção de trazer uma nova narrativa sobre a Abolição, episódio histórico polêmico para a comunidade afro-brasileira, cujo personagem principal foi uma princesa branca.

Com direção e roteiro de Nixon Freire, o videoclipe traz cenas de uma perseguição policial, onde o agente da lei encarna a figura do capitão-do-mato, encarregado da captura de escravos fugitivos. Entre tiros e bombas, Rincon assume a figura de Galanga e empreende sua fuga, se desvencilhando de seu algoz durante a correria, em imagens que trazem dinamicidade às cenas e reforçam a temática do clipe. Desse modo, a narrativa propõe uma metáfora sobre a violência e o genocídio que persistem contra os pretos no país, evidenciando os resquícios da escravidão e a permanência do racismo institucional, mesmo 130 anos após a sua Abolição oficial, em 1888.

Na faixa, que conta com um riff de guitarra sampleado de Tom Zé - extraído da música “Jimmy, renda-se!” - Rincon Sapiência descreve em versos a saga do escravo, procurado por ter matado o senhor de engenho que maltratava seus semelhantes. Fugindo pela mata, Galanga leva na pele as marcas da tortura, que se somam ao rancor gerado por outras atrocidades cometidas contra o seu povo, como a proibição das danças e das religiões afro-brasileiras. Resquício da intolerância, a crueldade desses acontecimentos traz à tona o tema da desagregação social gerada entre os pretos durante o período da escravidão moderna, um dos fatores que implicam diretamente na sua autoestima.

Galanga Livre foi lançado em maio de 2017. O disco entrou na lista da APCA entre os 25 melhores álbuns da música brasileira no primeiro semestre de 2017 e ganhou dois troféus do Superjúri no Prêmio Multishow desse ano, nas categorias Melhor Produção Musical e Melhor Capa. Além disso, a premiação também rendeu a Rincon Sapiência o título de Revelação do ano.

Que bela porcaria irei terminar meus dias na terra sem ouvir essas imundícies,quanta bosta .

Acho q tá de boas.

Posso estar sendo politicamente correto demais, porém acredito que soaria melhor se a Julia tivesse utilizado no texto a palavra "negr0s" ao invés de "pret0s".

Esse é bom!

mais conhecido como manicongo, certo ?

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus