Game of Thrones
Séries e TV - Drama
Game of Thrones (2011)
(Game of Thrones)
  • País: EUA
  • Classificação: livre
  • Estreia: 17 de Abril de 2011
  • Duração: 60 min.

Game of Thrones - 7ª Temporada | Crítica

Série entrega temporada mais dinâmica desde estreia e, mesmo com atropelos pela pressa, empolga e diverte

O sétimo ano de Game of Thrones começou ancorado na premissa ousada de organizar tudo o que aconteceu ao longo de seis temporadas em um grande quebra-cabeça que pavimentasse o derradeiro fim da série. Muita coisa precisava ser feita, em vários níveis: desde colocar Jon Snow (Kit Harington) e Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) lado a lado até transformar o problema dos White Walkers em algo comum a todos os habitantes de Westeros. A missão da temporada era ainda mais complicada levando em conta que o novo ano seria reduzido - ao invés dos habituais dez capítulos, o penúltimo ano de Game of Thrones contou com apenas sete episódios. Como há muito não acontecia na série, a história caminhou a passos largos e raros minutos foram desperdiçados em um roteiro em que cada diálogo e cada ação se revelaram indispensáveis.

É claro que isso não aconteceu de forma impecável. Foi difícil não sentir falta dos dez episódios habituais - em especial no confuso e atropelado penúltimo episódio. Ainda que seja injustificável sentir saudade de temporadas extremamente morosas, a quantidade de coisa que foi deixada para os 13 capítulos finais, juntando o sétimo e oitavo ano, não coube com exatidão em temporadas reduzidas - a impressão é que o grande volume de informação ficou ligeiramente apertado.

Contudo, é preciso dar os devidos créditos à equipe de roteiristas e aos produtores Dan Weiss e David Benioff. Os seis anos anteriores foram responsáveis por tirar do caminho todos os personagens que não seriam estritamente necessários para delinear o conflito principal da série, colocando Westeros contra o Rei da Noite e seu exército de mortos. As peças fracas, ou, pelo menos, dispensáveis, foram cortadas do tabuleiro e a história só foi possível de acontecer por ter se concentrado em um terço dos personagens que já integraram o elenco da série. Além disso, alguns momentos que pareceram ser negligenciados em um instante inicial, como o reencontro entre Jon Snow e Theon Greyjoy (Alfie Owen-Allen) ou o aparente descaso de Daenerys com a morte de Viserion, foram arrumados no decorrer da história. Essas duas situações, por exemplo, receberam a atenção necessária mais adiante: o ex-bastardo de Winterfell teve um diálogo necessário e sincero com Theon no último episódio e, algumas cenas antes, Daenerys revelou empenho na sua missão de não deixar a morte de seu dragão passar em vão.

O processo de colocar as peças encaixadas para que as coisas se desenrolassem mais facilmente, é claro, também fez com que alguns próximos passos ficassem mais fáceis de ser pressumidos. Todo o arco da descoberta da identidade real de Jon Snow como sendo um legítimo Targaryen, filho de Lyanna Stark (Aisling Franciosi) e Rhaegar (Wilf Scolding), precisava de Bran Stark (Isaac Hempstead Wright) e Sam Tarly (John Bradley-West) em posições e funções estratégicas - ou convenientes. Se Bran não tivesse se tornado o Corvo de Três Olhos, não teria visto que o irmão é, na verdade, seu primo, e, paralelamente, se Sam não estivesse na Cidadela com o livro certo na hora certa, ninguém teria o conhecimento de que Jon é o legítimo herdeiro Targaryen do Trono de Ferro - e não um bastardo Sand, como Bran deduzia até então com base em suas visões. No próximo ano, certamente haverá a parte que falta para concluir essa trama: Meera Reed (Ellie Kendrick), já que seu pai, Howland Reed, é a única testemunha viva capaz de atestar que Jon é mesmo filho de Lyanna e Rhaegar. 

Na pressa, algumas coisas ficaram mal explicadas, como a marca do Rei da Noite no braço de Bran. Muita gente especulava que o jovem Stark carregar o sinal seria suficiente para eliminar a magia que impedia o exército de mortos de atravessar a Muralha - e isso não era uma especulação gratuita, já que a marca foi o que minou a magia que protegia a caverna onde vivia o Corvo de Três Olhos anterior. Contudo, o rapaz atravessou a fortaleza e não só ela continuou de pé quanto tudo em relação a isso passou a ser ignorado. Outra coisa mal resolvida foi a situação de Verme Cinzento e do exército de Imaculados que, em um momento estavam cercados pelas embarcações do insuportável Euron Greyjoy (Johan Philip Asbæk) e, em seguida, já estavam em campo prontos para o combate.

Uma coisa que também incomodou parte dos espectadores foi a repentina agilidade das viagens entre os distantes pontos de Westeros. De fato, não é necessário mostrar passo a passo travessias que não acrescentam nada à história, mas é preciso manter um limite de razoabilidade. O penúltimo episódio precisava ter sido dividido em dois para não ter ficado artificial. Seria interessante ver como os homens estavam sobrevivendo ilhados em um bloco de gelo, mas tudo se resolveu muito rápido, eliminando a complexidade potencial que havia ali. Questões como "será que eles precisariam comer o corpo de Thoros (Paul Kaye) para não morrer de fome?" ou "por que os White Walkers não resolveram com as próprias mãos a questão do gelo descongelando?" foram infelizmente descartadas e quem perdeu foi o espectador.

O sétimo ano, contudo, teve mais acertos que erros, indiscutivelmente. Conseguiu manter o público atento a cada cena, a cada gesto, a cada conversa. A temporada também mostrou que a série é dona de um roteiro inteligente e resgatou vários diálogos ou situações de anos anteriores, resignificando essas passagens antigas. O mais interessante desse processo é ver como tudo já esteve arquitetado desde a primeira cena para que os heróis e anti-heróis de Game of Thrones chegassem no ponto atual - não é a toa que Jon e Daenerys, ao longo da série, foram os locutores de frases semelhantes ou foram alvos de comentários idênticos feitos por terceiros. Tudo isso alimentou a ideia de que eles são peças complementares na longa saga de gelo e fogo. Os episódios trabalharam em três frentes principais: a guerra dos Tronos, a ameaça cada vez mais sólida dos White Walkers e a descoberta da identidade de Jon. Todas elas avançaram perfeitamente bem.

Outra coisa que a sétima temporada soube trabalhar bem foi a disfuncionalidade familiar presente em núcleos que vão desde os Stark até os Lannister. O reencontro nortenho rendeu dinâmicas interessantíssimas, colocando personagens que passaram por muita coisa no meio de um conturbado processo onde precisaram se conhecer novamente como as pessoas diferentes que se tornaram. Sansa (Sophie Turner), Arya (Maisie Williams) e Bran são exemplos vivos de como a série evoluiu desde o primeiro episódio - o arco final dos três em Winterfell, defendendo o que sobrou de sua famíla de ameaças sorrateiras como Mindinho (Aidan Gillen) foi realmente algo épico. A forma como os diálogos de Sansa e Mindinho ou de Sansa e Arya se embaralharam nos dois últimos episódios foi música para o ouvido do espectador. 

Do lado Lannister, a coisa não foi diferente. Lena Headey conduz com maestria uma Cersei cada vez mais perigosa em função do seu descontrole contraditoriamente metódico. A vilã - sim, Cersei é definitivamente uma vilã, ainda que banhada em toneladas de complexidade - teve dois grandes momentos no último episódio, o primeiro com Tyrion (Peter Dinklage) e o segundo com Jaime (Nikolaj Coster Waldau). Ambas as relações são problemáticas e doentias - ver os diversos níveis disso em cada frase dita por eles foi muito interessante. O ponto em que cada um dos três termina também diz muito sobre eles: enquanto Jaime, o Regicida, mostra ainda ter algum resquício de honra e marcha sozinho para o Norte, Cersei se afunda solitária em seu egoísmo enquanto quebra as próprias promessas. Tyrion, por sua vez, segue patinando da forma mais sutil possível entre o dever e a família.

O principal, é claro, aconteceu na Muralha. Com o dragão zumbi de gelo, o Rei da Noite derrubou a estrutura milenar e deixou a promessa de confrontos épicos para o próximo ano. O inverno também chegou finalmente no Sul e Cersei ainda será responsável por muita dor de cabeça para o casal - inevitável, por mais que incomode os mais sensíveis às questões de incesto - formado por Daenerys e Jon Snow, agora Aegon Targaryen. O sétimo ano ainda é o penúltimo - mais seis episódios estão reservados no futuro de Game of Thrones -, mas já antecipou a saudade que uma das séries de maior qualidade da história da televisão deixará quando encerrar de vez sua exibição. George R.R. Martin, o autor da obra original, já havia adiantado que o fim da história será agridoce, mas isso claramente independe da conclusão narrativa: se despedir definitivamente de Game of Thrones não será uma tarefa feliz para milhões de fãs ao redor do mundo.

Nota do crítico (Ótimo) críticas de Séries e TV
 

os atores são bons sim (especialmente de Tyrion e Cersei, ao meu ver) mas a escrita que é fenomenal. Aí uma coisa ajuda a outra.

Ta mas eles não disseram como

Partiram como nadando? Destruíram os navios deles

Ta mas eles não falaram isso... Inclusive eles chegaram la antes da tregua

Se fosse assim nenhum dragão undead voaria!!! rsrsrsrss

Ele colocou o nome dele de Jon em homenagem a Jon Aryn do Vale que o treinou, junto com Robert!

Ótima temporada, mas eles estão correndo muito com a trama e reduzindo bastante o elenco. Destaco dois pontos altos: - Diálogos com o Tyrion. - Os melhores dragões da TV.

Isto está cheirando a final estilo Lost!

muita hora extra!! issso!! rsrs

ruim ruim ruim, a temporada foi muito fraca. nao tinham de onde extrair entao eles tiveram que criar. e não dá pra comparar a criação do autor com a perspectiva dos roteiristas. Varys foi reduzido a nada!!! tyrion foi reduzido a nada.. a trama foi reduzida a nada. mindinho morreu assim... do nada! o melhor ep foi o 1º, o que mais teve a cara de got... pelo menos o inicio com árya. depois ela virou pica das galaxia o restante foi fraco. fraquissimo, pifio!! saudades do final da 6ª temporada.. ali sim foi top!

foi triste, pessimo, horrivel. e esse provavel roteiro da 8?? t

pois é!! temporada fraquissima. dialogos vazios, ocos, pífios. as cenas eram vazias, tudo vazio...

a 3 é a segunda melhor p mim!

Já eu, acho a terceira, a melhor temporada de todas.

Ele se tornou meistre, mas em algum momento da vida dele ele também se tornou herdeiro do trono de ferro, porém não queria, então passou o trono pro irmão mais novo (Aegon V) e pra evitar intrigas palacianas ele meteu o pé pra muralha junto com o BloodRaven aka. Corvo de Três Olhos. Nada de Olenna Tyrel na história dele.

kkkkkkkkkkkkkkkkkk Chama a polícia, cara!!

Alguém sabe me responder pq o Aemon Targaryen foi parar na Muralha? Ele teve algum relacionamento com a Olenna Tyrell (e isso teria sido a causa)?

Os furos são bem pequenos, menos de 5% da área total da asa, não acho que atrapalharia não.

Em tese, seguindo a lógica de RPGs e afins, o corpo reanimado obedece apenas quem o reanimou primeiro. Em alguns casos ele pode obedecer outra pessoa, caso ela use uma magia de reanimação mais forte. Ou seja, pode ser que sim, mas terão que "converte-lo" primeiro.

Aegon nasceu bem antes que o Jon, ainda era um bebe mas não era recem-nascido, fora que o jon não tem traço nenhum de martell e targaryen, nada haver

Acho a 3 mt melhor q a 6, e acho melhor q a 1 tb, mas concordo com a 4 ser a melhor!

Ela "mandou". Confirmou com a cabeça e Montanha desembainhou a espada, mas ela não deu a ordem direta e ele saiu fora.

Então é melhor parar de assistir, porque a avaliação geral dessa temporada foi excelente e a próxima tem tudo para continuar no mesmo caminho.

kkkkkkkkkkk

Outra pergunta. O montanha vai ser guiado pelos caminhantes brancos? Ele já é um zumbi rs

Eu não percebi direito ou cercei manda matar o James?

Essa TB n entendi. E nem conosco eles passaram da muralha que era enfeitiçada pelas crianças das florestas

Comentário perfeito

Um comentário interessante . Pq aqui só tem nego que assistiu as séries de uma vez só rapidamente e pulando episodio pra chegar na última temporada. Grandes noveleiros da globo que pularam de alegria em Jon evdany juntos. Típico novela do mexico

Assisti todas as séries. Essa sem dúvida foi a menos emocionante e com menos sentido. Me explica pq arriscar a vida pra buscar um caminhante branco e entregar pra cercey se vc vai dizer na cara dela que é fiel a Dany que do nada virou sua rainha... Outra coisa. O que o anão fez nessa temporada? Me explica como um cara que já foi morto na trairagem evja matou uma criança enforcada fala em ter palavras e não mentir. Que blablabla de novelinha

Horrível.

Boa analise

Essa temporada Jon voltou a ser um bobo. O anão virou um bobo. E Dany apaixonou pelo baixinho. Affff

Tbm viu

Meu Deus essas pessoas que estão dizendo que Jon e Dan juntos foi épico só pode ser noveleiros da globo. Pqp. Estragaram a série. Passou tudo rápido sem explicações nas viagens. Essas era feitas de avião? Outra a forma que mataram mindinho. Bem forçada. Eles arriscaram pra pegar um morto vivo pro Jon dizer que era fiel a Dan em frente a cercei? Sem lógica. Jon já queimou uma criança e voltou a ser bobo de novo. Lamentável

ok, mas quando a Lyanna desapareceu o Aegon e a Rhaenys estavam vivos e como o ex-Bran mesmo disse ao Sam a Rebelião de Robert foi baseada numa mentira. Por isso faz mais sentido o Varys trocar o Aegon que sobreviveu ao Saque em Porto Real por um bebê natimorto pra Cersei pensar que mataram o Aegon Pode ser que o Rhaegar e a Lyanna tenham tido uma menina, porém essa menina nasceu natimorta e com isso o Varys aproveitou pra trocar ela pelo Aegon que sobreviveu ao Saque em Porto Real

Mas é justificável porque o Rhaegar era obcecado pela profecia do príncipe prometido e queria ter as 3 cabeças do dragão (Aegon, Visenya e Rhaenys). A anulação com a Elia faz com que o casamento nunca tivesse existido perante a fé, logicamente os frutos do casamento tbm não existiram. A Lyanna é gelo e ele é fogo, então os frutos deles é a canção do gelo e fogo, por isso eles colocaram o nome do bebe de Aegon. Já o Ned jurar no leito de morte da irmã que protegeria o bebê e logo em seguida ir pedir ajuda de qualquer um que seja não tem lógica. Ele não confiou nem na Cat e deixou ela e todo mundo pensando o tempo inteiro que o Jon era fruto de traição e ele nem era tão honrado, afinal. Mas é cada um com suas teorias...

É UM DRAGÃO ZUMBI, ZUUUUUUUUUMBI. Galera ta pedindo logica e realidade em tudo, que SACO!

Cara, não da para ter 10 eps com Dragões em todos os episódios. É muito caro! Esse formato com menos episodios para mim foi melhor, direto ao ponto e sem enrolação. E as mortes virão na oitava. HAHAHAHA

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Isso é melhor do que o Jon Snow ser um segundo Aegon

Desculpa, mas nada a ver. De novo, cada um com suas teorias...

Também curti muito! Essa temporada não fecha um arco, ela é, na verdade, o pontapé inicial para a 8ª temporada. Essa sim vai ser uma das melhores, assim espero!

Essa season finale foi facilmente uma das melhores de toda a série..A cena inicial com tantos personagens épicos juntos no mesmo espaço foi uma obra de arte pura..Ainda tivemos Jon e Dany finalmente ficando juntos pra valer, a morte do LF, Viserion como dragão de gelo, Jaime deixando Cersei, e a queda da muralha. Tudo foi desenvolvido para o pontapé inicial da 8º temporada. p.s: Sim, eu já tinha lido os scripts vazados, porém, ver as cenas alí..é um outro nível! Mas espero que os roteiros não vazem tão cedo como aconteceu dessa última vez..guardar um pouco de mistério é bom, pois afinal a 8º temporada será a última.. E tudo se encaminha para uma batalha épica de Dany e Jon juntos contra o Night King..e Drogon contra Viserion..hype!!! And now my watch begins =*

No livro o Varys confessa ao Tyrion que cometeu uma troca de bebês na época do desaparecimento da Lyanna e acho que essa é a melhor explicação. Ao ver que não tem escolha e nem álibi (já que a série não tem o Jovem Griff) o Varys pode confessar ao Jon Snow que o filho que a Lyanna esperava já nasceu natimorto justificando o sangue na cama dela quando o Ned Stark a encontrou e então decidiu trocar ele pelo Jon Snow após perceber que o Jon Snow milagrosamente sobreviveu ao Saque em Porto Real

eu apapguei aquilo

"Ela fala Aegon, viaja não, acabei de ver ela falando 3 vezes e não resta dúvidas." Se bem que teve uma troca de bebês Então é melhor a explicação disso ser baseada na troca dos bebês do livro revelando que o filho que a Lyanna teve nasceu natimorto e nisso o Varys foi com o Aegon até Dorne e aproveitou pra trocar os bebês assim esclarecendo que o Ex-Bran estava certo quando falou que o Jon Snow é o Aegon que supostamente o Montanha matou Nos livros acho que tudo indica que o Jon Snow é o verdadeiro Aegon

Como você conseguiu ouvir Jaehaerys kkkkkk é cada um que aparece.

Ela fala Aegon, viaja não, acabei de ver ela falando 3 vezes e não resta dúvidas.

veja o filme Game Of Thrones Temporada 7 Episódio 7 aqui : https://www.patreon.com/posts/14120203

Vc deve tá escutando muito mal então porque claramente ela pronuncia "égon".. e o nome Jon vem do pai postiço do Ned, Jon Arryn.

Será? Ele não tava no dia da morte dele e não faz muito sentido ele ou o ned mandar buscar com a galera que levou o corpo dele.

O Jon Snow realmente não se chama Aegon Targaryen. Eu revi a cena com volume alto e notei que os roteiristas vacilaram nessa cena que deveria ser a mais importante da série Revejam a cena da revelação dessa vez com volume alto e notem que a Lyanna fala Jaehaerys Targaryen e não Aegon Targaryen (como a legenda indicou deixando essa cena sem sentido) tanto que é por isso que o Ned Stark decidiu batizar o menino de JON simplesmente para o Robert não descobrir.

Manda uma carta pra HBO.

Eu achei uma das melhores, talvez a melhor. GRRM fica puto com o tanto de gente que mataram na série e está viva nos livros hsuahusahusauhashus

pois e 3 ovos pra essa temporada ta ate otimo.. uahuhauhauhahu

Saudades do Alto Pardal e seus monólogos intermináveis praticamente extraídos dos livros. Bons tempos!

eu achei uma ótima temporada, mas sim poderia ter sido melhor. a redução de episódios e cortes de personagens dos livro acabaram pensando nessa temporada. foi uma temporada de transição que prepara tudo para a grande de conclusão. os personagens e o próprio continente de Westeros ilustram isso. vimos os personagens que sobreviveram até aqui assumindo seus papéis pra ultima temporada mas como toda transição não é algo fácil. Jon tentando conciliar seus deveres como Rei do Norte com a grande guerra além de desenvolver seu grande senso de dever, além de procurar um sentido pra sua vida além da grande guerra e é ai que entra a Daenerys. a revelação de que ele é um Targaryen provavelmente vai trazer consequências para ele e também para a Daenerys. Daenerys e seu dilema de como conquistar Westeros e de como governar-ló e posteriormente tendo que deixar esse objetivo que sempre a motivou e manteve viva de lado para lutar por algo mais importante. além de também um sentido mais intimo pra sua vida como o amor e a continuidade de sua família e legado. a Cersei sem seus filhos que sempre motivaram suas ações mergulhar na loucura do poder do trono de ferro, sua luta pela sobrevivência e para se manter no trono de ferro passa a ser mais importante quanto ela descobre estar gravida, agora não se trate mais de apenas poder e sobrevivência mas também o futuro de sua família. Jaime e seu velho dilema de cumprir seus deveres e ser uma pessoa honrada com sua palavra ou fazer aquilo que é o certo. Arya passando por uma grande transformação ao se reencontrar com velhos amigos e família deixando de ser apenas uma maquina de vingança. Tyrion sendo o mediador de dois mundos o da Daenerys onde o mundo e mais maquinista e se conquista pela pura força e de Westeros com suas traições, paranoias e alianças. seu objetivo e proteger ela desse mundo e proteger esse mundo dela, ele a segue por acreditar no seu impacto positivo em Westeros se essa crença se quebrar ele provavelmente irá trai-lá. o mundo de Westeros está mudando, como por exemplo mais mulher em papéis de liderança. a chegada da Daenerys e principalmente dos Outros reconfigurando tudo o que conhecíamos e mudando a própria dinâmica da série, a morte do Mindinho simboliza isso, com ele morre toda aquela obscuridade e objetivos escusos que traziam uma maior sensação de imprevisibilidade dando lugar a um conflito mais claro e objetivo. vixe escrevi um livro. kkkkkk

É a mesma coisa que ver classificação de filme indiano.

Sou ferrenho defensor da adaptação. E, amigo, não comparei em momento algum com o livro. Seria injusto por demais. Comparei a série com o que a própria série havia oferecido anteriormente. Por fim, concordo completamente com tuas palavras finais: 'fica parecendo covarde ficar criticando essa ou aquela cena do livro q vc não viu bem colocado ou nem mesmo colocada em um filme. Tenta criticar a historia do livro, criticar uma reprodução televisiva é fácil, procure so degustar e curtir, conciente de q é somente entretenimento em cima de um grande livro.'

Foi uma temporada meio corrida, foi legal em alguns aspectos e ruim em outros. O formato de 10 episódios é mais interessante ao meu ver. Senti a falta de mortes mais impactantes como em outras temporadas

Eu acho que não tinha como a Lyanna saber, ou será que alguém ia mandar um corvo pra ela? Mesmo que ela soubesse ainda assim seria de muito mal gosto da parte dela por o nome do bebê morto do marido dela no filho (e bizarro), a não ser que ele tenha escolhido o nome junto com ela muito antes (tipo, se for menina é Rhaenys ou Visenya e ser for menino é Aegon... e depois mandou pra porto real) e ela concordou com isso porque ela tbm acreditava que aquele bebê era o príncipe prometido topzera salvador da porr@ toda da profecia do Azhor Ahai, igual ele acreditava.

Esse eh mais um problema que série/livros, no diálogo dos livros o Senhor Comandante da Guarda Real sabe que o Sor Jaime matou o rei, logo deve saber que os filhos( o "primeiro" Aegon e Rhaenys)e a esposa do Rhaegar também morreram.

Naum eh vdd, msm pq pela linha do tempo: 1) O Aerys II manda o Touro Branco buscar o Rhaegar em Dorne. 2) Rhaegar vai pra o Tridente, deixando 3 cavaleiros da Guarda Real guardando a Lyanna( e o filho) na Torre da Alegria, e morre em combate singular contra o Robert. 3) Ocorre o Saque de Porto Real, morrem Aerys II, Elia, o "primeiro" Aegon e Rhaenys. 4) Ocorre a Batalha na Torre, o "segundo" Aegon nasce.

E daí? kkk Não tinha como a Lyanna saber e mesmo que ela soubesse me parece que não foi ela quem escolheu o nome.

Sobre o batismo com o mesmo nome do outro filho, vale lembrar que ao tempo do nascimento do segundo Aegon, o primeiro já havia sido morto.

Vixi, é muito mimizento que tem aqui, só assistem pra reclamar e são as mesmas pessoas que reclamam desde o 1° episódio, 2018 ou 2019 espero vcs pra reclamarem de tudo de novo.

Senta lá claudia...não pera, senta lá Clementine.

Então já são 2 falsos circulando.

Apesar de alguns problemas, gostei bastante dessa 7 temporada.

Mas fica óbvio sua opinião baseada na comparação com os livros, cara todos estão cansados de saber dessas criticas em filmes q são baseados em livros, ou seja, a sua fidelidade a historia ou como mostrar mais resumidamente toda otima historia de um livro, injusta sua critica, pois todos tem seus melhores momentos q gostariam de estar presentes no livro ou os momentos q acham mais importantes, não o q vc acha importante, por isso vc não sendo o autor do livro e das ideias contidas nele, fica parecendo covarde ficar criticando essa ou aquela cena do livro q vc não viu bem colocado ou nem mesmo colocada em um filme. Tenta criticar a historia do livro, criticar uma reprodução televisiva é fácil, procure so degustar e curtir, conciente de q é somente entretenimento em cima de um grande livro.

Calma mew. Sei que é chato quando alguém crtíca o gostamos, quem dirá o que amamos(amo GOT). Fere nosso próprio eu. Contudo, a opinião é subjetiva. Cada pessoa tem seus critérios. E, o que mais importa é o nosso. Essa temporada foi simplória(3 ovos) para mim em comparação a grandiosidade que a própria série ofereceu. Eu adoro aqueles diálogos longos, o duelo de palavras me empolga tanto quanto o de espadas. Aquilo que para alguns é enrolação, para mim é desenvolvimento. Questão de gosto. Creio que o espetáculo visual se sobrepôs a construção e congruência da história e dos personagens. A cena do Tyrion e da Cersei foi o momento que GOT foi GOT em essência. Dois personagens em uma sala. um cenário pequeno, dois atores, um grande diálogo sobre o peso da existência. GOT é fantasia, sim, mas é muito mais. Bem, amo GOT, apesar de o ano ter sido aquém para mim, fico feliz que o público mainstream tenha curtido.

Notas do IMDb por temporada, maior plataforma de avaliação em entretenimento: 4 - 9,33 7 - 9,27 6 - 9,10 1 - 9,10 3 - 9,06 2 - 8,99 5 - 8,88 Tem muito zé ninguém querendo dar pitaco naquilo que não entende. Criticar algo que está fazendo um enorme sucesso não te faz ser culto e especial, sorry.

AH shut up deixa de mimimi

No que eu li não tem nada de Theon e sim que o Tyrion vai pra winterfell

Eu particularmente daria 3 ovos pra essa temporada. Amo a série e sou muito fã dos livros, mas o roteiro da sétima foi o pior de toda a série até agora. Sem falar da quantidade de personagens fazendo hora extra.

O que foi furo realmente foi o dragão do gelo voar com aquelas asas toda furada. Isso sim foi duro de acreditar. Com as asas perfeitas eles já peidam horrores pra voar, imagina com furo? Me descupem mas essa não colou não.

A corrente, eles compraran num eBay da China. Tem de tudo por lá. Foi dificil mas chegou a tempo e ainda se safaram de pagar taxa na alfandega. Quanto ao tirar do dragão da água, essa é fácil. O rei da noite transformou um leão marinho e uma foca em zumbis. Aí esses dois mergulharam e atacharam as correntes no dragão. Depois foi só puxar pra fora. Então, foi assim.

Palhaçada. Deviam era ter feito esta 7a temporada a ultima. 13 capitulos e fechava tudo. Agora vamos ter que esperar 1 ano ou mais para ver a conclusão. Isto é claro se a loka coreana não arrastar o mundo pra uma catastrofe nuclear. Aí sim f....tudo e nunca saberemos quem finalmente sentará naquele trono horroroso de Westeros. Afff!!!!

5- Temporada á 7- Temporada, teve grandes efeitos especiais, mas um roteiro fraco. Isso se comparado com as temporadas anteriores pq o hype tava alto, se vc pegar essa temporada separada ela não foi tao ruim

olha os papos deste cristão...

É isso aí Thiego. Cada um receba o que merece. De minha parte acho que você merece os quatro ovos inteirinhos no seu....

GOT e a melhor serie de todos os tempos..na sua opiniao...abraço no mais, e uma otima serie sem duvida Sobre essa temporada daria 3 ovos..mas estou empolgado para a ultima OBS: minha opiniao...respeite como respeitei a sua

Sim.

Realmente ela já é uma das maiores de todos os tempos. Mas o que faz uma série ser boa é roteiro seguida pela atuação , do que adianta ter efeitos especiais se o roteiro é vago. A temporada foi boa ou muito boa entre aspas , mas tivemos series espetaculares. É tipo twd que é a 2 ou 3 série mais popular do mundo , mas nem por isso ela chega no top 5 de melhores séries da atualidade.

Quer dizer então que, no episódio anterior, quando Arya ameaça Sansa dizendo que bastaria ter sua “face” para se torna ela era enrolação? Mas elas estavam sozinhas! Para que a encenação? A gente deve “subentender” que o Mindinha “poderia” estar atrás da porta escutando? rsrsrs…

Kkkkkkkkkk

O fato é que conforme as coisas vão caminhado pro final, a série fica cada vez mais focada nos acontecimentos cruciais, e estes envolvem muito CGI, pois são batalhas, dragões, white walkers, zumbis, etc... Não tem como ficar só em tomadas de estúdio envolvendo intrigas palacianas. São externas gigantescas, com trocentos figurantes e grande equipe técnica + CGI aos montes... Isso custa caro!!! Nas temporadas anteriores esses acontecimentos eram restritos a 1 cena no penúltimo episódio. Agora não... todos os episódios tem alguma cena fantástica e caríssima. Por isso ($$$) tiveram que reduzir para sete episódios nesta e apenas 6 na última temporada. Além disso, já houve tempo suficiente para os roteiristas desenvolverem os arcos dos personagens e dar profundidade dramática aos mesmos. As motivações, os medos, as forças e fraquezas e os nuances de cada um deles já foram estabelecidos e assimilados pelo público. Agora é pau!!! Cabe lembrar que essa é uma série de fantasia... licenças poéticas devem ser aceitas, e até esperadas!!! Se vcs querem verossimilhança vão assistir Narcos!!! 4 ovos, com justiça!!!

A sensação é que se houvesse mais um episódio, a temporada teria sido perfeita. Claro que ainda há algumas sobras, como as "Danys" da vida, mas isso realmente não chega a atrapalhar de verdade. Mas um episódio a mais, com diálogos, desenvolvimento de situações - como por exemplo, uma estrutura melhor para a relação entre os Stark para o fim mostrado nesse último episódio - e mesmo passagens de transição, são importantes para desenvolver a trama, seria muito bem vindo e faria todo o sentido em Game of Thrones. Mas enfim, como dito no texto, se há coisas que não forma tão brilhantes como em temporadas anteriores, essa sétima foi longe de ser ruim. Foi ótima, com momentos impactantes, ótimas cenas de conflito, e bom desenvolvimento dos personagens principais. Valew muito.

"...Mas sim um fato" odeio quando uma pessoa torna sua opinião um fato. "Got pode não ser melhor que Friends, Breaking Bad ou The Sopranos, mas está no mesmo patamar que as citadas." Oras bolas, se não é melhor ou está no mesmo patamar que essas citadas, GoT não é a melhor serie de todos os tempos, certo? diria que ela é uma entre as melhores. e Sim, eu gosto de GoT. ahsuahsuas

Mas o que ele disse não foi uma opinião, mas sim um fato. Got pode não ser melhor que Friends, Breaking Bad ou The Sopranos, mas está no mesmo patamar que as citadas

Não consigo imaginar de onde surgiram as correntes, agora quanto amarrarem os dragões... É sabido que os Whites não nadam, mas, eles afundam, talvez o Night King tenha sacrificado alguns zumbis para isso...Acho que o mais importante nisso tudo é que o Rei da Noite precisava do dragão para derrubar a muralha sem o dragão ele não conseguiria. E se não tivessem feito nada? Se Jon Snow não fosse para a muralha e forçado a Daenerys a uma salvação? A muralha não teria caído e Westeros continuaria protegida pelas propriedades magicas da muralha.

E bem isso mesmo kkkkk

Se isso é verdade quantos emmy essas séries tem, pq got não acabou ainda e é recordista da premiacao !

Gosto muito de ambas as séries, mas GoT é muito popular, é a melhor série da atualidade e pode terminar como uma das melhores de todos os seus tempos!

essa pergunta nao tem resposta meu jovem. Melhor vc ignora-la.kkkk

Só não entendi como os vagantes brancos retiraram o dragão da água, se eles não podem entrar na água. Como eles amarram a corrente no dragão? Mas é a melhor série que já assisti

Só faltou vc colocar na sua frase "na minha opinião". aushuahsuas

Não foi a melhor temporada de GoT, mas muito longe de ser algo ruim. Pra mim podeira ter ao menos mais um episódio, para abrir mais espaço aos diálogos e as viagens de um ponto A ao B. Mas tbm quando colocam muito diálogo tem a galera que reclama tbm, então não dá msm para agradar a todos. Mas de resto a história andou bem, acredito que a última será muito mais corrido, serão poucos episódios para muita coisa acontecer. Só espero que a HBO guarde bem esses roteiros, pelo amor de Deus!

Caraca, me dar um nervoso ninguém saber explicar isso, não é muito certo vc nomear dois filhos com o mesmo nome, eu sei que existe incesto e o caralho a 4, no entanto vc ter filhos com o mesmo nome gera problemas, principalmente nesse caso por ser filho de outro casamento o nome "Jaehaerys" é aceito mais por se parecer com Jon, não é do nada.

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus