The Gifted
Séries e TV - Action & Adventure
The Gifted (2017)
(The Gifted)
  • País: Estados Unidos
  • Classificação: Não definido
  • Estreia: 2 de Outubro de 2017
  • Duração: indisponível

The Gifted - 1ª temporada | Crítica

Série usa trama familiar para se debruçar na questão de como lidar com o preconceito quando colocam um alvo na sua testa

Após a temporada de estreia de Legion ser uma das melhores surpresas da primeira metade de 2017, o segundo semestre do ano entregou mais uma boa produção sobre os inesgotáveis X-Men. The Gifted, com uma abordagem geral mais ortodoxa que a trama do filho de Charles Xavier, revelou-se uma série com bons personagens, trama coerente e efeitos bem aproveitados. Inicialmente, a atração parece ser completamente focada na dinâmica de uma família encarando as próprias contradições ao descobrir ser exatamente aquilo que combate - mas, ao longo dos episódios, The Gifted abre o leque e se torna essencialmente uma trama sobre a amplitude das consequências do preconceito.

Na trama, Stephen Moyer vive Reed Strucker, um homem que trabalha em uma força-tarefa antimutante em um mundo onde, após um trágico incidente em 15 de julho, organizações como os X-Men e a Irmandade de Mutantes estão desaparecidas. O problema é que, durante sua cruzada cega contra as pessoas que carregam o gene x, os poderes de seus dois filhos adolescentes, Lauren (Natalie Alyn Lind) e Andy (Percy Hynes White), vêm à tona. Stephen se vê pela primeira vez do lado oposto de sua guerra pessoal e começa a sentir as injustiças no sistema na pele ao precisar fugir e se esconder pela segurança de sua esposa Kate (Amy Acker) e seus filhos que estão sendo caçados.

Ao invés de focar exclusivamente na questão de uma família repensando a ideologia problemática que seguiam até então e desconstruindo seus preconceitos, a trama engata de verdade ao mostrar as dinâmicas posteriores ao momento que o quarteto é acolhido por um grupo clandestino de mutantes. Para os fãs dos quadrinhos, a série é um prato cheio já que, ao longo da trama, diversos personagens familiares ganham vida. O núcleo principal da resistência é formado por personagens populares no papel, como Polaris (Emma Dumont), Blink (Jamie Chung) e Pássaro Trovejante (Blair Redford) - ao longo da trama chegam ainda nomes como Sábia (Hayley Lovitt) e as irmãs Frost (Skyler Samuels).

A premissa familiar é boa, mas o sucesso da série depende exclusivamente dos Strucker caírem de paraquedas no meio de um cenário onde os conflitos já estão avançados entre humanos e mutantes. Há uma evolução para caminhos distintos no modo que os personagens acuados metabolizam a forma como vêm sendo tratados pelos humanos - caímos na grande bússola moral desregulada de X-Men, polarizada entre revidar com toda violência possível ou buscar soluções pacíficas mesmo enquanto são violentados. Ao passo que o próprio grupo clandestino de mutantes caminha para um momento crítico motivado por esse dilema, os Strucker também são afetados por ele, em especial Lauren e Andy - essa será a questão familiar do próximo ano, os colocando em um nível bem mais paralelo ao restante do grupo.

A única coisa na qual a série pode ser realmente acusada de pecar é em originalidade: talvez efeito de ter Bryan Singer entre os principais nomes dos bastidores da série, o último episódio da primeira temporada deixa o público com a impressão de não ter visto uma abordagem substancialmente inédita sobre algo. Muito de The Gifted já foi visto no cinema: é possível estabelecer paralelos com a obsessão de Mística (Jennifer Lawrence) em assassinar Bolívar Trask (Peter Dinklage) em X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido, assim como há novamente o conflito ideológico protagonizado por Charles Xavier (James McAvoy) e Magneto (Michael Fassbender) em X-Men: Primeira Classe e até a questão da vacina antimutante vista em X-Men: O Confronto Final. Aliás, outra coisa que a série alimenta o tempo todo é a expectativa sobre o aparecimento de algum dos personagens icônicos do universo mutante - indo desde Emma Frost até, principalmente, Magneto, pai de Polaris.

Ainda assim, The Gifted se permite apresentar reviravoltas interessantes e que permitem a série não cair na monotonia ao longo dos 13 episódios - o sobrenome Strucker, por exemplo, não é algo gratuito na trama, O último episódio da temporada traz o senador Montez (David Norona) fazendo um discurso onde diz que “é hora de parar de ser politicamente correto” e apresenta um projeto de uma “legislação contra os que tentam destruir nosso estilo de vida”. É inegável como os X-Men seguem atuais e como eles podem ser uma porta de entrada metafórica para que o público entenda determinados pilares da sociedade fora da tela. The Gifted dá conta do recado.

Nota do crítico (Bom) críticas de Séries e TV
 

bom ver alguem q entende e sabe se expressar... massa msm

A premissa do Ahab já tem, mutantes com lavagem cerebral também, pra terceira seria legal.

Seria uma pena desperdiçar um antagonista tão promissor, eu acho. Aliás, o HiddenRemote e outros sites propuseram uma teoria bem legal pro retorno dele. Dá mesma forma que tem quem acredita que ele não volta. Seria interessante você compartilhar sua(s) fonte(s) pra quem quiser pesquisar também pois, um lance que empolga em séries é ficar imaginando teorias e fontes são sempre bem vindas. Por sinal, acredito que você tenha tentado dizer que o conflito (trama, plot) da próxima temporada será conflito entre grupos mutantes (Mutant Underground, Hellfire Club, Morlocks,,,) e não vilão, estou certo?

ele morreu sim,foi confirmado,e o vilão da proxima temporada vai ser conflitos entre grupos mutantes.

não perdeu,e dificilmente vai perder!

cada um tem sua opinião! eu achei a série fodaaa,e o publico tb concorda,afinal esta foi uma das séries de maior audiência da fox esse ano,passando inclusive a audiência de Legion

problema é seu

vergonha alheia eu tenho so seu comentario,ve 2 episodios e ja acha que a temporada toda é ruim,assiste o resto primeiro que dai vc vai ver :)

ainda não fizeram nada melhor de heróis na tv do que os crossovers da CW.

ninguem se importa.

Ele Não Morreu?

caraca!! faz tempo que abandonei os gibis por causa da mania de matarem aqui e ali e depois ressuscitarem os mutantes....fora que alguns desenhistas fazem garranchos horriveis....mas agradeço pela informação...se eu gostava de gifted agora gosto mais...perseguição acirrada e o club do inferno de volta....

Caraca, que bix@ hein ?

Comparar The Gifted com Legion é quase triste, porque Legion é simplesmente perfeita em TUDO ! The Gifted tem ótimos pontos, mas em alguns momentos eu achei meio cansativa. Os efeitos são otimos, principalmente se tratando de uma produção para TV cujo o orçamento é limitado (tirando Game Of Thrones que tem orçamento de grandes produções cinematográficas, séries "normais" não tem essas regalias). Algumas atuações são meio fracas (o menino Strucker é uma delas), mas outras são bem bacanas. O enredo, como a própria critica citou, é meio repetitivo, mas se tratando de uma série baseada em X-Men esses enredos sempre serão esperados. 3 ovos foi uma nota justa pra essa série.

Wanda e Pietro não são inumanos. Eles foram desvinculados dos mutantes dizendo que foram resultado de um experimento científico, mas nada de inumanos.

Acredito que ele não morreu e volta na próxima temporada mas, mutilado pelo acidente e ainda com mais vontade de acabar com todos os mutantes, Nas hqs dos X-Men, o Dr, Campbell após um incidente se torna um caçador de mutantes chamado Ahab que inferniza a vida deles com seus ''hounds'', mutantes que sofreram lavagem cerebral para caçar outros mutantes.

O Campbell não morreu?Mas a Polaris derrubou o avião com ele e o senador?Aliás adorei os capitulos 11 e 12...

Acho a atriz Natalie fraca, mas o thunderbird, ficou bem parecido, blink tá otima e polaris caminhando, o namorado Eclipse que não existia lembra o Charles Xavier , sempre tentando não matar, mas as Cuckoos adorei.....só não sei quem é chefe delas e essa tal advogada que aparece pra Polaris que dizem virar dragão tb não conhecia....a série é otima....tem que continuar sim porque Legion parece filme pra louco....tanto personagem bom pra se explorar e pegaram logo ele?

falou o fã de Supergirl

Você vê uma pessoa que concorda com sua opinião e outra que não. Não é tão difícil de entender isso.

Falou tão bem da série que mesmo assim deu 3 ovos, está de brincadeira, se não for para dá 5 dá 4, mas 3? não, e eu como fã dos X-Men desde pequeno, tenho que assisti essa série.

As Cenas De Ação São Meios Ruins.... Mais a Série é Boa, Quero Ver Como Vai Ser a 2 °Temporada Ainda Mais Com a Divisão Dos Mutantes.

Nos últimos anos ela virou filha de Magneto, nas HQs mais recentes inclusive Magneto não se chama mais Erik agora é Max Eisenhardt. Com os x-mens com a FOX eles transformaram Vanda e Pietro em inumanos e deram Polaris de filha para magneto. Espero que desfaçam algumas dessas coisas agora ja que esta tudo no mesmo teto, mas pode manter ela como filha de magneto mesmo.

A maioria, depois de muito usada, vira diretora/produtora dos filmes, como a Jada Stevens, Bobbi Starr e outras.

Me corrijam se eu estiver errado, mas não tem.um arco do Neil Adams em que revela q Polaris não é filha do magneto apesar dos poderes parecidos???

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

A série não tem heróis nem vilões, apenas pontos de vista diferentes. Um humano que comete um crime continua sendo um humano, mas um mutante agrava isso exponencialmente, por isso é compreensível que os mutantes sejam perseguidos. É muito mais do que preconceito. É uma questão de medo e sobrevivência. Isso que torna a série tão boa.

Ok, parei no início da terceira... vou retomar!

Boa série e, justamente por abordar o tema do preconceito, é super fiel ao tipo de roteiro que tornou os X-Men famosos.

A série é boa, evolui sem enrolação mas a atuação de alguns atores deixa muito a desejar... continuamos na esperança da série deixar de focar em mutantes secundários e por na tela os X-Men... esperar pra ver...

Gostei da crítica. A série é realmente boa, mas sei que ainda tem capacidade de melhorar, principalmente nas cenas de ação.

?? Já eu achei os efeitos visuais muito bons para TV.

Achei genérica os primeiros epsódios! Legion é muito mas muito mais inovadora é melhor em tudo!

Tem que comer muito arroz com feijão pra chegarem no nível de coragem e audácia de AoS. Série incrível.

Opa, agora me deu vontade de ver.

Sensacional

Uma das melhores séries do gênero, ao contrário das CW não dá vergonha alheia... E que não viu isso? https://www.cbr.com/gifted-tv-finale-jack-kirby-easter-egg/

Já nem deve ter mais cara de ninfeta. Morreu ou virou viciada. Esse é o destino da maioria desse ramo...

Tu queria o quê. A outra é estacionamento de pomba. É só pra pensar na da série na hora do pornô....

Nunca foi a melhor série da categoria kkkkkkkk... mas melhorou pra caramba com o passar dos anos. Hoje eu sinto que minha isist~encia no programa valeu a pena.

Acho os 3 ovos merecidos. Amei a série e ela bebe muito dos quadrinhos, mas tem problemas como qualquer outra do gênero. Pra uma primeira temporada eu fui surpreendido muito positivamente, mas agora eles precisam elevar ainda mais o padrão. Adorei a caracterização dos personagens conhecidos e também gostei dos personagens originais do programa (Não duvido nada que os quadrinhos acabem bebendo da fonte num futuro próprio assim como aconteceu com a criação da X-23). Só acho curioso a mesma pessoa que escreveu essa ótima crítica ter escrito aquela crítica pra Runaways e ter dado 4 ovos pra mesma. Aquela bomba do HULU merece 2 ovos e isso sendo muito generoso kkkkkkkkk. Sério, na crítica de The Gifted vejo uma pessoa super sensata e na crítica de Runaways uma pessoa completamente cega huahuahuahua. Vai entender.

Vi dois episodios e me deu vergonha alheia. Me lembrou mutantes caminhos do coração da record...

Quaaaaaase tooooodas as séries da Marvel e da DC são ruins, Com exceção das que eu gosto kkkkk E eu não gosto dessa mesmo. Podem falar mal.

Gostei da série. As vezes a ação é meio nhem mas no geral é legal.

Ta loko. A loirinha da série bate de 1000 nessa outra ai kkkkkkkk

Palavra preconceito não existe.... Acho que é pré conceito.

Achei a série ótima, sem exagero nenhum!

Mais uma série f*da da Minha junto com Demolidor, Jessica Jones, AoS, Punisher, Legion, Agent Carter, Defensores, Fugitivos etc. Tô esperando uma série legal da DC só isso, viver de Gotham Novela não tá dando!!!!!!

Não exagera! Merece no máximo um "regular", e olhe lá!!!

Acho que ela largou a indústria pornô ou virou produtora. Pq faz anos que não faz mais vídeos.

Não exagera. Tá beeeem longe disso ainda.

Tá longe hein

Série ótima, ansioso pra segunda temporada!!!

Bom? A série é ÓTIMA. Uma das melhores séries de super-herois por focar no desenvolvimento de personagens, suas personalidades, motivações, preconceitos e opressões e não em lutinhas e poderezinhos.

Achei a série bem honesta e com uma pegada sem vergonha de ser quadrinesca: muito fan service (amo até os mais gratuitos), crítica social rasa incorporada a trama (troque muties por imigrantes, gays, minorias etc e o paralelo está feito), os efeitos não são lá uma maravilha mas, sendo uma série de tv sabemos da falta de tempo e verba. Até os pais Reed & Kate que poderiam ser um pequenino pé nos testículos funcionam bem como bússola moral pros filhos e os outros mutantes. O vilão Dr. Campbell ainda não disse a que veio mas, acho que dirá na próxima temporada. Ou seja, uma série competente : diverte e te deixa com vontade de ver mais, pelo menos no meu caso. Mas, não contaria com a aparição de ''medalhões'' X (Magneto, Emma) e sim com personagens periféricos como Evangeline Whedon que se encaixam muito melhor na trama e não entram em conflito com o universo dos filmes daqui pra frente.

A série é boa. Tem muitas referências e personagens B das HQs. Discordo quando a crítica fala da influência do Bryan Singer no último episódio, pois já foi publicado que ele só dirigiu o piloto e depois se afastou quase por completo da série. Os efeitos realmente são bons, no que tange à escala de uma série. O contexto também parece interessante: dá a impressão - e acredito - que a série se passa entre X-Men 3 e X-Men Dias de Um Futuro Esquecido. Seria interessante que nas próximas temporadas abordassem a evolução dos Sentinelas e como tudo chegou ao futuro apresentado em Days Of Future Past. O ponto negativo fica mais para as atuações. Os irmãos, juntamente com os pais e o agente careca são bem fraquinhos - muito carão, artificialidade, modo automático ligado. A falta de qualidade na direção fica evidente nesses momentos e em alguns outros. Mas ainda assim a série funciona.

Gostei bastante desta temporada, mesmo reaproveitando ideias vistas nos filmes. Na verdade são temas recorrentes nas HQs dos X-Men.

Procura no google...

MERECIA 10000000 DE OVOS MELHOR SERIE

Eita Jesus, tenha amor e manda o link

A loirinha parece a atriz porno Chloe Foster...

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus